Em um esforço conjunto para proteger as riquezas e a soberania do nosso país, as Forças Armadas, em parceria com a Polícia Federal, realizaram uma operação na região de Minau, próxima a Xitei-RR, resultando na detenção de nove suspeitos de envolvimento com garimpo ilegal. Estas ações, que têm como foco a preservação do meio ambiente e o respeito às comunidades indígenas, são um reflexo do compromisso do Brasil com a legalidade e a justiça.

Desintrusões: Protegendo a Terra Indígena Yanomami

WhatsApp Image 2023 10 03 at 12.03.42

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A Terra Indígena Yanomami (TIY), localizada no Norte do país, tem sido alvo constante de atividades ilegais, principalmente relacionadas ao garimpo. No entanto, graças à Operação Ágata Fronteira Norte, já foram realizadas 160 desintrusões desde o início deste ano. Estas operações, que contam com a colaboração da FUNAI e do IBAMA, têm como objetivo principal proteger as comunidades indígenas e o ecossistema local.

Operação Ágata Fronteira Norte: Um esforço interagências

A Operação Ágata Fronteira Norte não é apenas uma ação militar. Ela representa a união de diversos órgãos federais em prol de um objetivo comum: a proteção das fronteiras brasileiras e o combate a crimes transfronteiriços e ambientais. Estabelecida por decreto presidencial, esta operação conjunta e interagências reforça o compromisso do Brasil com a segurança, a justiça e o bem-estar de suas comunidades indígenas.

Compromisso com a justiça e o meio ambiente

Os detidos na operação foram transportados para Boa Vista (RR), onde passaram por exames clínicos e foram encaminhados à Superintendência da Polícia Federal. Este procedimento reforça o compromisso das autoridades com a legalidade e a justiça, garantindo que todos os envolvidos sejam devidamente processados de acordo com a lei.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).