A Marinha do Brasil lançou edital de concurso público para admissão ao Quadro Técnico de Praças da Armada, que terá entre suas possibilidades o trabalho com submarinos e instalações nucleares. As inscrições começam no dia 25 de julho e poderão ser feitas no site até o dia 21 de agosto.

São 10 vagas para aqueles que têm formação técnica nas áreas de Eletroeletrônica e Mecânica. Os aprovados ingressarão na graduação de Terceiro-Sargento, podendo chegar até a de Suboficial, e receberão capacitação para trabalhar nas áreas de Comunicações Interiores, Eletricidade, Máquinas e Motores.

Na primeira etapa do concurso, serão aplicadas uma prova objetiva com 50 questões e uma redação. Aqueles que forem aprovados para as fases complementares passarão por etapas como Teste de Aptidão Física, Inspeção de Saúde e Avaliação Psicológica. Todos os critérios e índice dessas avaliações estão descritos no edital.

blank
Um dos submarinos da Marinha, o S33 – “Tapajó”, pode passar dos 200 metros de profundidade, onde a pressão é mais de 20 vezes maior que a do nível do mar – Imagem: Marinha do Brasil

Carreira de submarinista

Neste domingo (17), é comemorado o Dia do Submarinista e o Aniversário da Força de Submarinos. A data remete à criação da Flotilha de Submersíveis, há 108 atrás, quando faltava apenas uma semana para a eclosão da Primeira Guerra Mundial.

“Ser submarinista é uma carreira que requer muito esforço pessoal. O militar é posto a prova nos difíceis cursos de formação do submarinista, precisa se acostumar ao ambiente confinado, ao risco inerente e possuir muito equilíbrio emocional”, relata o Comandante da Força de Submarinos, Contra-Almirante André Martins De Carvalho.

Serviço
Concurso Público para Ingresso no Quadro Técnico de Praças da Armada (QTPA) – 2022
10 vagas
Período de inscrições: 25/07/22 a 21/08/22
Taxa: R$ 75,00
Data da Prova: 23/10/22
Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui