blank
Capitão de Mar e Guerra (FN) André Guimarães participa de debate no Simpósio de Líderes de Infantaria Naval

A Marinha do Brasil, representada pelo Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), participou do Simpósio de Líderes de Infantaria Naval – África 2022 (NILS-A), em Dakar, no Senegal, entre os dias 6 e 7 de julho. O Fórum multinacional focado na África foi criado para aproximar Forças de Fuzileiros e Infantarias Navais de nações amigas, para fomentar relacionamentos, compartilhar experiências sobre respostas a crises e construir um melhor entendimento sobre a consciência do domínio marítimo africano e seus desafios quanto à segurança.

O evento foi coorganizado pela Marinha senegalesa e pelo Marine Corps Forces Europa e África, e reuniu Fuzileiros Navais e militares da Marinha de 27 nações africanas e oito aliados europeus, além do Brasil, totalizando 36 nações. O Chefe do Departamento de Doutrina do Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais (CGCFN), Capitão de Mar e Guerra (FN) André Guimarães, representou a Marinha do Brasil. Na ocasião, a organização do evento convidou o Brasil a realizar uma palestra focada nas Operações Ribeirinhas, traçando paralelos com as operações de combate à pirataria, cruciais para a proteção da área do Golfo da Guiné.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

blank
Representantes de Nações Amigas no
Simpósio de Líderes de Infantaria Naval

“Conforme consta no Plano Estratégico da Marinha (PEM 2040), o Golfo da Guiné faz parte do entorno estratégico brasileiro definido na Política Nacional de Defesa (PND), demandando, por isso, uma política externa com maior participação e cooperação nos assuntos relacionados à região. Nesse contexto, além das iniciativas já em curso referentes a esse tema, a expertise da Marinha do Brasil em Operações Ribeirinhas e, mais recentemente, no desenvolvimento de uma doutrina de Combate Fluvial, tem grande potencial para contribuir com o desenvolvimento de táticas, técnicas e procedimentos afetos ao combate contra a Pirataria Marítima naquela região”, afirmou o Capitão de Mar e Guerra (FN) André Guimarães.