No dia 10 de abril, a Subchefia de Assuntos Marítimos do Estado-Maior da Armada (EMA) teve a honra de receber uma prestigiosa delegação do Ministério dos Transportes do Reino Unido, liderada pela Diretora Geral de Aviação, Assuntos Marítimos e Segurança, Rannia Leontaridi. Acompanhada de figuras chave como Kraig McCarthy, Chefe de Serviços Marítimos e Portuários, e Elizabeth O’Donoghue, Chefe de Aviação Internacional e Estratégia Marítima, a delegação veio ao Brasil para discutir pautas cruciais da agenda internacional marítima.

Objetivos da Visita

blank
O propósito da visita foi o estreitamento de laços bilaterais entre órgãos governamentais

Este encontro bilateral teve como principal objetivo o reforço das relações entre os dois países e o avanço conjunto em temas prioritários debatidos na Organização Marítima Internacional (IMO). Entre os tópicos abordados, destacou-se a estratégia da IMO para a redução de emissões de gases de efeito estufa geradas por navios, uma área em que o Brasil já desempenha um papel de liderança nas negociações sobre transição energética no setor marítimo.

Estratégias de Transição Energética

A visita foi crucial para alinhar estratégias sobre a adoção de novos tipos de combustíveis marítimos e a implementação de mecanismos econômicos que incentivem a transição para “zero emissões líquidas” até aproximadamente 2050. A colaboração entre o Brasil e o Reino Unido busca solidificar posições conjuntas que apoiem a defesa dos interesses nacionais enquanto promovem práticas sustentáveis dentro da comunidade marítima global.

Participantes Notáveis

A comitiva incluiu também Tara Kemsley, Vice-Chefe Negociadora de Serviços Aéreos, Anjoum Noorani, Cônsul-Geral Britânico no Rio de Janeiro, e o Capitão de Mar e Guerra David Morgan, Adido de Defesa do Reino Unido no Brasil. A presença desses dignitários não apenas eleva o perfil das discussões, mas também enfatiza a importância da cooperação internacional na formulação de políticas marítimas e ambientais eficazes.

Impacto Futuro e Cooperação Continuada

O fortalecimento dos laços entre a Marinha do Brasil e o Ministério dos Transportes do Reino Unido através de iniciativas como esta é vital para o progresso sustentável das políticas marítimas globais. Este encontro sublinha o compromisso mútuo em enfrentar desafios ambientais e desenvolver o setor marítimo de maneira responsável e inovadora.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).