A Sociedade Amigos da Marinha do Distrito Federal (Soamar-DF), com apoio do Comando do 7º Distrito Naval, realizou o 1º Seminário “Poder Naval: Garantia da Soberania e dos Interesses Brasileiros”, para cerca de 40 convidados, no dia 22 de junho, no auditório do Senado Federal.

A primeira palestra coube ao Secretário da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar, Contra-Almirante Marco Antônio Linhares Soares, sobre o tema “A Amazônia Azul e sua Importância para o Brasil”.

blank
Primeira palestra abordou a importância da Amazônia Azul para o Brasil

Segundo ele, o espaço marítimo brasileiro reúne importantes riquezas, como nódulos polimetálicos, com grande concentração de metais nobres, como cobre, níquel, cobalto e manganês, usados, por exemplo, na fabricação de carros elétricos. O Almirante Linhares reforçou a necessidade de o País investir em tecnologia e formação profissional, a fim de dispor de uma frota moderna, capaz de desempenhar uma fiscalização rígida e garantir a soberania e os interesses nacionais.
Em seguida, o Professor Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Estudos Marítimos da Escola de Guerra Naval e Doutor em Planejamento Energético pela UFRJ, Thauan Santos, discorreu sobre “A Economia Azul no Contexto da Defesa e Soberania do Brasil”.

Ele apresentou o conceito de “economia azul” cuja intenção é permitir estudos comparativos e, consequentemente, proporcionar a cooperação em setores como turismo costeiro, petróleo e gás, pesca, construção naval, aquacultura, transporte marítimo, biotecnologia e energias renováveis. O Professor explicou que essa agenda é central para as Nações Unidas, que instituiu o período 2021-2030 como a Década dos Oceanos, e organiza para a próxima semana a Conferência das Nações Unidas para o Oceano, em Lisboa, Portugal.

A última palestra foi ministrada pelo Diretor Técnico-Comercial da Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON), Vice-Almirante Flavio Macedo Brasil, sobre “A importância da EMGEPRON para os Programas Estratégicos da Marinha do Brasil e a Economia do Mar”. Ele citou como exemplo o Programa Fragatas Classe “Tamandaré”, que tem investimento de R$ 10 bilhões em 10 anos, previsão de gerar 2.000 empregos diretos e 6.000 indiretos em Itajaí, Santa Catarina, além de incrementar o PIB da região.

O Diretor da EMGEPRON também comentou o atual foco estratégico de criar conglomerados navais regionais para promover o mercado interno, capacitar profissionais, desenvolver tecnologias, adensar cadeias produtivas e expandir o mercado externo.

O seminário foi transmitido ao vivo pelo canal do Programa Interlegis, do Senado Federal, no YouTube.

 https://www.youtube.com/watch?v=jx2O7FhBNEI

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui