No coração do Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa, o Serviço de Hemodinâmica do Hospital Central do Exército (HCE) vem realizando procedimentos inovadores que estão revolucionando o campo da cardiologia. Estes avanços foram apresentados no 40° Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro, em abril deste ano, pelos renomados profissionais Major Gomes, Tenente Tedeschi, Tenente Paulo Milanesi e Dra. Conceição. Desde o período de 2000 a 2010, o HCE tem sido pioneiro nas técnicas de intervenção cardíaca por hemodinâmica no estado do Rio.

Implante Percutâneo de Válvula Mitral: A Substituição Inovadora de Válvula Cardíaca

No congresso, o destaque foi a explanação sobre o “Implante Percutâneo de Válvula Mitral”. Este procedimento revolucionário permite a substituição da válvula cardíaca, um dispositivo essencial que regula a entrada e a saída de sangue no coração, sem a necessidade de abrir o peito do paciente. Uma abordagem minimamente invasiva que é um marco para a medicina cardiovascular.

Implante Transcatéter de Válvula Aórtica: Inovação que Salva Vidas

Além disso, outra inovação elogiada foi o “Implante Transcatéter de Válvula Aórtica (TAVI)”. O HCE tem uma série de 21 casos bem sucedidos nos últimos 12 meses. Neste procedimento, a válvula aórtica é substituída, mais uma vez, sem a necessidade de abrir o peito do paciente. Essas técnicas de vanguarda estão mudando a forma como a medicina cardíaca é praticada, proporcionando melhores resultados para os pacientes.

Os Benefícios da Hemodinâmica

As vantagens das abordagens por hemodinâmica realizadas pelo HCE são muitas. Por exemplo, há uma significativa redução no tempo de internação, com uma média de apenas 5 dias, em contraste com os 2 a 4 meses necessários para os procedimentos convencionais. Além disso, há uma redução de até 67% no custo total da internação. Estes avanços representam não apenas uma grande economia de recursos, mas também uma grande melhoria na qualidade de vida para os pacientes.

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).