FEB/Divulgacao

A história das mulheres nas Forças Armadas brasileiras teve um dos seus momentos mais emblemáticos durante a Segunda Guerra Mundial, com a criação do Quadro de Enfermeiras da Reserva do Exército em 13 de dezembro de 1943, pelo Decreto-Lei nº 6097. Este ato não apenas oficializou a incorporação das mulheres nas fileiras militares brasileiras mas também abriu caminho para uma participação fundamental e até então inédita na história militar do país.

No Coração do Conflito

Entre 1943 e 1945, 73 enfermeiras brasileiras, sendo 67 integrantes da 1ª Divisão de Infantaria Expedicionária e 6 no Grupo de Caça Aéreo da Força Aérea Brasileira (FAB), foram deslocadas para a Itália, onde serviram em cinco Hospitais de Campanha do Exército norte-americano. Estabelecidos em cidades como Nápoles, Valdibura, Pisa, Pistoia e Livorno, esses hospitais se tornaram cenários onde a competência, a coragem e a humanidade das enfermeiras brasileiras foram postas à prova diariamente.

Legado de Coragem e Humanidade

A atuação dessas mulheres na Força Expedicionária Brasileira (FEB) transcendeu as expectativas e desafiou os preconceitos, evidenciando o indispensável papel da mulher no contexto da saúde militar. Em meio aos horrores da guerra, as enfermeiras brasileiras não apenas prestaram cuidados médicos aos feridos e doentes mas também levaram esperança e conforto para os soldados em meio ao caos. Suas ações heroicas e sua dedicação incansável reforçaram a importância da assistência humanizada, transformando-as em verdadeiras heroínas de farda.

Inspiração para Gerações Futuras

O serviço dessas enfermeiras na Segunda Guerra Mundial marcou o início de uma nova era para a participação feminina nas Forças Armadas brasileiras. Elas não apenas abriram caminho para que outras mulheres ingressassem nas fileiras militares em diversas capacidades mas também deixaram um legado de profissionalismo, coragem e humanidade. A história das enfermeiras da FEB é um testemunho poderoso da capacidade das mulheres de contribuir significativamente para a defesa da nação e para o avanço dos cuidados de saúde no contexto militar, inspirando gerações futuras a seguir seus passos corajosos.