blank

Google News

A estrutura da fábrica de armas JHind Taurus India Private Limited, da joint venture da Taurus com o Jindal Group, foi concluída na cidade de Hisar, na Índia. Além disso, o processo de aquisição das máquinas foi iniciado e toda a documentação necessária neste processo está sendo implementada. Com isso, a previsão é que a operação inicie em menos de seis meses.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

blank

Após atraso significativo em função de dificuldades criadas pela pandemia de Covid-19, o projeto da fábrica na Índia está em andamento. Em fevereiro, a primeira equipe da Taurus do Brasil foi ao país para uma visita técnica e também realizou demonstração das características e performance de produtos a autoridades das Forças Armadas e Policiais indianas para participação em futuros processos de licitação em andamento, que poderão gerar resultados expressivos para a Taurus em virtude do grande e promissor mercado.

Agora, após a conclusão das obras de construção da fábrica, o próximo passo é a instalação das máquinas o mais rápido possível. O processo para a obtenção do certificado de instalação está sendo realizado, o que pode levar cerca de duas semanas, e quando este for emitido, os equipamentos necessários serão instalados. Com o certificado emitido e as máquinas em estado operacional, o trabalho será iniciado neste ano.

A JHind Taurus India Private Limited será a primeira fábrica de armas no Estado de Haryana. A parceria por meio da joint venture com a empresa brasileira Taurus Armas para a fabricação de vários tipos de armas leves na cidade de Hisar foi celebrada durante o primeiro Diálogo Brasil-Índia da Indústria de Defesa, do Fórum Empresarial Índia-Brasil (IBBF), organizado pelo Ministério das Relações Exteriores do Governo da Índia. Por meio desta, a Taurus será responsável pela transferência de tecnologia e as armas serão fabricadas em território indiano pelo Grupo Jindal, de acordo com o programa “Make in India” que visa desenvolver a indústria local.

“Finalmente estamos começando a ver a implementação de um trabalho difícil, que contou com muita dedicação da Taurus para enfrentar as dificuldades do período de pandemia de Covid, como atrasos na viagem da equipe para a Índia e no início da montagem da infraestrutura. Agora, com o projeto em andamento, os resultados deverão acontecer rapidamente. Nossos engenheiros estão na fábrica para dar todo o suporte na questão de infraestrutura, receber os equipamentos e maquinários, para iniciar a produção ainda este ano. Temos boas expectativas para 2022 com a entrada no mercado indiano que já está nos trazendo oportunidades para possíveis licitações das Forças Armadas e Policiais indianas. E na índia tudo é superlativo, é o segundo país mais populoso do mundo, com números muito grandes em qualquer licitação, inclusive para o abastecimento do imenso mercado militar, policial e de segurança privada. Estamos bastante esperançosos de que a Índia vai gerar um resultado bastante firme nos próximos anos”, afirma o CEO Global da Taurus, Salesio Nuhs.