Em cerimônia de homenagem, militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica receberam o coração do Imperador Dom Pedro I na Base Aérea de Brasília. A relíquia, recebida com honras de Chefe de Estado, chegou ao Brasil nesta segunda-feira (22), em um avião VC-99 da Força Aérea Brasileira e ficará exposta na capital federal durante as celebrações alusivas ao Bicentenário da Independência.

Hamilton Garcia (16 de 31).jpg

A cerimônia foi presidida pelo Ministro da Defesa, que destacou: “Ao recebermos em ato solene o coração, que há dois séculos pulsava no peito do intrépido príncipe, reverenciamos aquele que tanto amou o Brasil com o seu maior tesouro. A gentil cessão pelo governo português, atendendo a tão importante efeméride para a nossa nação, traduz o respeito mútuo e os laços indissolúveis de irmandade que unem brasileiros e portugueses, selados no tratado de paz, amizade e aliança de 1825”.

Hamilton Garcia (8 de 31).jpg

Estiveram presentes o Embaixador de Portugal no Brasil, o Comandante da Aeronáutica, o Secretário-Geral do Ministério da Defesa, entre outras autoridades.

Coração
– Em quase dois séculos, a relíquia esteve exposta no salão nobre da Igreja da Irmandade da Lapa, entidade religiosa localizada na cidade do Porto. Esta é a primeira vez, em 187 anos, que o coração sai de Portugal para outro país.

Por Isabela Nóbrega
Fotos: Hamilton Garcia

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui