Bayeux (PB) – Nesta segunda-feira, 15 de agosto, teve início a terceira fase da Operação Guararapes 2022, na zona de ação da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada.  Trata-se do maior exercício de adestramento militar já realizado na Região Nordeste do País. Mobilizando efetivos de todo o Comando Militar de Área, a atual fase se iniciou com um apronto operacional realizado nas instalações do 16º Regimento de Cavalaria Mecanizado, em Bayeux (PB), onde foram reunidos mais de mil militares, das diferentes tropas participantes.

Foram inspecionadas as organizações militares subordinadas à 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, sediadas na Paraíba e no Rio Grande do Norte, além de módulos operacionais, compostos por militares de outros estados: da Brigada de Infantaria Paraquedista (Rio de Janeiro-RJ), do Comando de Operações Especiais (Goiânia-GO), do 1º Batalhão de Guerra Eletrônica (Brasília-DF), do Comando de Aviação do Exército (Taubaté-SP), do Comando de Artilharia do Exército (Formosa-GO) e do Comando de Defesa Cibernética (Brasília-DF). O Apronto Operacional teve por objetivo a verificação dos níveis de prontidão de cada elemento de combate, antes de sua partida para a área onde ocorrerão as ações militares simuladas.

O apronto operacional contou, ainda, com a participação de acadêmicos de Comunicação Social da Universidade Federal da Paraíba, que realizam o Estágio de Correspondentes para Assuntos Militares (ECAM), coordenado pelo Exército Brasileiro, com o objetivo de preparar e ambientar esses futuros profissionais para a execução de cobertura jornalística em áreas de conflito.

Fonte: CMNE

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui