Na sexta-feira (16), foi celebrada a criação do Ministério da Defesa, que neste ano completa 24 anos de existência. A comemoração ocorreu no Clube Naval de Brasília, no Distrito Federal. Esta pasta, criada em 10 de junho de 1999 pela Lei Complementar nº 97, tem a função primordial de garantir o preparo das Forças Armadas para sua empregabilidade na defesa da Pátria, na garantia dos poderes constitucionais, da Lei e da Ordem. A solenidade, conduzida pelo Ministro da Defesa, José Mucio Monteiro, contou com a presença dos três Comandantes de Força, além de outras autoridades do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.

Ordem do Mérito da Defesa

foto ministro 1
Personalidades civis e militares foram agraciadas com a condecoração da Ordem do Mérito da Defesa – Foto: Ministério da Defesa

Durante a cerimônia, várias personalidades civis e militares receberam a condecoração da Ordem do Mérito da Defesa. Esta distinção pode ser outorgada aos militares das Forças Armadas, aos civis nacionais e aos militares e civis estrangeiros, aos integrantes das Forças Auxiliares e às organizações militares e instituições civis nacionais ou estrangeiras que prestaram serviços relevantes às Forças Armadas do Brasil, seja ao conjunto delas ou a uma Força Singular, com impactos positivos para as demais.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Atuação das Forças Armadas nos 24 anos

No evento, o Ministro da Defesa reforçou que, nesses 24 anos, houve intensa atuação em amparo aos brasileiros e na defesa das fronteiras do país, patrulhamento de rios e mares, e na vigilância dos céus do Brasil. “Os dedicados profissionais das armas são a força de nossas Forças. São o espírito motivador, o amparo ao povo nos momentos de necessidade, as sentinelas dos mares, o braço forte, mão amiga, as asas que protegem o País”, afirmou.

Projetos sociais do Ministério da Defesa

O Ministro também destacou o apoio de iniciativas como os Navios da Esperança; a Operação “Carro Pipa”; os Voos da Vida; as entregas do Programa Calha Norte; e os projetos sociais no âmbito do Ministério da Defesa, como Soldado Cidadão, Forças no Esporte, João do Pulo, Projeto Rondon e Atletas de Alto Rendimento.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).