No dia 15 de maio, como parte da programação da SC EXPO DEFENSE, a EMGEPRON, em parceria com a Águas Azuis e a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), promoveu uma visita guiada ao thyssenkrupp Estaleiro Brasil Sul (tkEBS). O objetivo foi apresentar às empresas da região o processo produtivo das Fragatas Classe Tamandaré e discutir as perspectivas de crescimento econômico local impulsionadas pelas demandas do Programa Fragatas Classe Tamandaré (PFCT).

Liderança e Participantes

A visita foi conduzida pelo CEO da Águas Azuis, Sr. Fernando Queiroz, com a companhia do Gerente de Engenharia do PFCT, CMG (RM1-EN) Cléber Oliveira de Siqueira, e do Assessor-Especial CMG (RM1) Ricardo Augusto Corrêa Netto Guimarães. Os participantes tiveram a oportunidade de percorrer a área de produção do estaleiro, observando detalhadamente os processos desde o corte de aço até a montagem dos blocos que compõem cada parte das fragatas.

Foco na Cadeia de Suprimentos Nacional

A iniciativa visou destacar às empresas locais a importância de participar da cadeia de suprimentos, ressaltando a demanda de insumos em cada fase do processo de construção naval. O desenvolvimento de produtos de defesa nacionais é crucial para reduzir a dependência de fornecedores estrangeiros e fortalecer a base industrial de defesa do Brasil. A apresentação evidenciou como a construção das Fragatas Classe Tamandaré pode impulsionar a economia regional e fomentar a inovação tecnológica.

Participação de Autoridades e Empresários

Entre os presentes estavam a Diretora da Agência de Desenvolvimento Industrial, Deputada Federal Maria Perpétua de Almeida; o Diretor do Centro de Projetos de Sistemas Navais (CPSN), CAlte (EN) Marcio Ximenes Virgínio da Silva; o Diretor da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de SC (FAPESC), Fábio Wagner Pinto; e o Diretor do Departamento de Produção Comercial do Ministério da Defesa, CAlte (IM) Ricardo Yukio Iamaguchi. Além disso, representantes de diversas empresas da região participaram do evento, reforçando o interesse e a colaboração entre o setor público e privado.

Impacto Econômico e Tecnológico

A visita guiada destacou as oportunidades econômicas e tecnológicas decorrentes do PFCT. A construção das Fragatas Classe Tamandaré não apenas representa um avanço significativo na capacidade de defesa naval do Brasil, mas também impulsiona o desenvolvimento industrial e a geração de empregos na região. A participação das empresas locais na cadeia produtiva é essencial para garantir a sustentabilidade e a inovação contínua no setor de defesa.