Nesta sexta-feira (05), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou uma parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em um projeto de pesquisa sobre formulação de biocombustíveis para veículos movidos à gasolina. A Universidade Corporativa da Polícia Rodoviária Federal (UniPRF), por meio da Coordenação de Pesquisa, intermediará esse estudo, que tem por finalidade ofertar soluções nas áreas de emissão de poluentes e melhoria na relação consumo Litro/Quilômetro.

Os estudos têm previsão de duração de 2 anos. Na primeira fase serão objeto de pesquisa a formulação de combustíveis, os testes de bancada e demais experimentos em ambiente controlado (UFRN). Já na segunda etapa, a biogasolina desenvolvida será avaliada em viaturas da PRF em condições normais de uso e em testes em pista fechada. Os veículos serão conduzidos por especialistas em Condução Veicular Policial, buscando assim uma análise técnica da resposta dos veículos em relação ao novo biocombustível desenvolvido.

A reunião de formalização do projeto contou com a participação dos seguintes representantes:
PRF Rigo – Coordenador Geral da UniPRF;
PRF Rapetti – Coordenador de Pesquisa da UniPRF;
PRF Gilson – Superintendente da PRF em Rondônia;
PRF Djairlon – Superintendente da PRF no Rio Grande do Norte;
Prof. Dr. Eduardo Lins – Professor titular da UFRN
PRF Oliveira – Núcleo de Educação Corporativa/RO e aluno de Doutorado da UFRN;
PRF Albuquerque – Pesquisas da UniPRF

Esta atividade, assim como outras pesquisas realizadas pela UniPRF, consolidam a missão da Polícia Rodoviária Federal de garantir a prosperidade da nação, garantindo segurança pública e a mobilidade no Brasil.

Fonte: Agência PRF

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

1 COMENTÁRIO

  1. Acho muito interessante essa parceria; uma pelo fato da despoluição do meio ambiente, e a outra para que se retome a qualidade dos combustíveis que nos últimos 20 anos perdeu a qualidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui