Quatro pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB) realizaram sua primeira missão de instrução a bordo da aeronave Gripen, denominada de JAS-39D, pertencente à Força Aérea Sueca e alocadas no Esquadrão Wing F-7. Tal ação, realizada na primeira semana de março, em Såtenäs, na Suécia, objetiva qualificar os Oficiais Aviadores para que possam atuar na implantação da aeronave no Brasil.

Os pilotos, pertencentes ao Primeiro Grupo de Defesa Aérea (1º GDA) – Esquadrão Jaguar, fazem parte da equipe designada pelo Comando de Preparo (COMPREP) para realizar o primeiro Curso Operacional do novo vetor de caça da Força Aérea Brasileira (FAB).

A primeira fase do curso, denominada Conversion Training, é destinada a verificar a condição fisiológica do piloto, por meio de qualificações específicas de sobrevivência no mar e resistência ao alto fator de carga “G” (de gravidade). Além disso, os tripulantes brasileiros participam de aulas e realizam provas teóricas sobre toda a parte técnica da aeronave, além de procedimentos de padronização.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

i213317492504861Os pilotos também realizam missões com os instrutores suecos focados na operação da aeronave. Os voos básicos visam ambientar os tripulantes às características do vetor. Neles são realizadas acrobacias, emergências simuladas, voo por instrumento, navegação e gerenciamento dos diversos sistemas embarcados.

Para o Major Aviador Vítor Cabral Bombonato, a aeronave Gripen na versão Sueca (C/D) impressiona pelo alto nível de tecnologia embarcada. “Diversos sistemas são controlados por computadores, o que reduz bastante a carga de trabalho do piloto em comparação com o F-5M. Um bom exemplo é o sistema de controle de voo, que atua nas superfícies de comando de maneira mais eficiente possível evitando cargas excessivas e perdas de controle. Assim, é possível direcionar a atenção para a execução tática da missão”, explica.

O Comandante da Ala 2, Coronel Aviador Gustavo Pestana Garcez, comenta sobre o início dos voos de instrução. “Esta etapa permite aos pilotos conhecerem de perto as capacidades e potencialidades do Sistema Gripen, que no futuro próximo atuará na manutenção da soberania do espaço aéreo brasileiro”, disse.

i213412592704743Visita de integração na Ala 2, em Anápolis (GO)

Enquanto os pilotos da FAB se aperfeiçoam na Suécia, a Ala 2, em Anápolis (GO), continua a preparação para o recebimento, ainda neste ano, das primeiras aeronaves F-39 Gripen, bem como dos simuladores e equipamentos de apoio. Com isso, o GT-FOX do COMPREP – um grupo de militares escolhidos para prestar assessoria no que diz respeito às atividades de implantação operacional da aeronave – visitaram as instalações da Organização Militar.

Fotos: 1º GDA

Fonte: BAAN, por Capitão Jung
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).