Foto: Líria Paz

Na última terça-feira, 7 de maio de 2024, ocorreu o evento de lançamento do Cluster Tecnológico Naval do Rio Grande do Norte, uma iniciativa liderada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN). O encontro, realizado na Casa da Indústria, contou com a presença de figuras notáveis como a governadora Fátima Bezerra e representantes das fundações e empresas envolvidas, incluindo o presidente do cluster e vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Amaro Sales.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Foco em ESG e Desenvolvimento Sustentável

blank
Foto: Líria Paz

O presidente da FIERN, Roberto Serquiz, destacou o alinhamento do cluster com as práticas de ESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa), enfatizando a importância de explorar o oceano de forma responsável e sustentável. Serquiz ressaltou o compromisso do cluster com a biodiversidade, a segurança alimentar, os direitos trabalhistas, e a redução da pegada de carbono, alinhando-se aos objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.

Visão e Objetivos do Cluster

O Cluster Tecnológico Naval não é apenas uma associação civil sem fins lucrativos, mas também uma plataforma para impulsionar a economia marítima no Nordeste. Sua criação foi inspirada por uma iniciativa do Almirante Edésio Teixeira e implementada por Amaro Sales, com o apoio inicial de seis empresas chave. O propósito é criar um ecossistema de prosperidade que atue em colaboração com indústrias, fornecedores, armadores, e investidores.

Impacto Regional e Potencial Econômico

O evento também serviu como palco para anúncios importantes, como a entrada do Governo do Estado na associação, reforçando o apoio institucional ao projeto. A governadora Fátima Bezerra expressou entusiasmo com a iniciativa, apontando para o vasto potencial do estado em setores como energias renováveis, pesca, turismo e outras atividades marítimas.

Governança e Futuro

Com uma estrutura de governança robusta, o Cluster Tecnológico Naval pretende ser um protagonista na proposição de políticas de desenvolvimento para o governo, incentivando regulamentações que favoreçam o crescimento sustentável. A associação também desempenha um papel crucial no fortalecimento da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte, uma das suas principais sócias fundadoras.

Com informações da FIERN

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).