Decolou na manhã deste domingo (22), de Brasília (DF) com destino a Porto Príncipe, capital do Haiti, a aeronave KC-390 Millennium, da Força Aérea Brasileira (FAB). Operada pelo Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1° GTT) – Esquadrão Zeus, a aeronave leva apoio emergencial à tragédia causada pelo terremoto que aconteceu no país, no dia 14 de agosto. A ação integra a Missão Humanitária Multidisciplinar do Brasil. Antes da decolagem, uma cerimônia alusiva ao início da missão contou com a presença do Presidente da República, Jair Bolsonaro. Estavam presentes, ainda, a Embaixadora do Haiti no Brasil, Rachel Coupaud, Ministros de Estado, Oficiais-Generais das Forças Armadas, dentre outras autoridades.

“Hoje, aqui, eu cumprimento este pequeno contingente, mas que tem uma grande missão, um grande simbolismo. Eu cumprimento pelo voluntarismo nesta oportunidade. Vocês, realmente, orgulham a todos nós brasileiros”, declarou o Presidente Jair Bolsonaro.

Também presente na solenidade, o Ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, lembrou que a ajuda ao Haiti é histórica. “Nosso trabalho na Minustah, após 13 anos de muito esforço, dedicação e profissionalismo, levou ao Haiti o compartilhamento de esperança e fé por conta de sucessivos contingentes, totalizando mais de 30 mil militares brasileiros da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira”, disse.

O Coronel Bombeiro Marcelo Teixeira Dantas, responsável pela missão no Haiti, ressaltou a importância do esforço conjunto. “Estamos conduzindo uma equipe de 32 voluntários de multiespecialidades nas áreas de busca e resgate em estruturas colapsadas, de busca com cães e um médico. Nossa expectativa é passar um período de três semanas prestando todo apoio humanitário e, a medida que fomos demandados para quaisquer outras situações, estaremos prontos”, declarou.

Após ser preparada nesse sábado (21), a aeronave decolou com militares do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBDF), de Minas Gerais (CBMG) e da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), materiais e equipamentos de emergência, além de medicamentos e insumos estratégicos para atendimento de saúde, totalizando 10,5 toneladas. A Operação é coordenada por ação interministerial brasileira, composta pelos Ministérios da Justiça e Segurança Pública,  da Defesa,  das Relações Exteriores, da Saúde e do Desenvolvimento Regional.

De acordo com o comandante da aeronave, Capitão Aviador Eugênio da Gama Jacobs, o trabalho na véspera da decolagem foi intenso, mas todo o esforço é para uma missão nobre. “Assim que soubemos do terremoto, por iniciativa própria, começamos fazer o planejamento para calcular a disponibilidade de militares do Esquadrão, uma vez que entendemos a importância deste tipo de missão”, afirmou.

A Mestre de Cargas (Loadmaster), Sargento Fernanda de Paula, falou da importância do trabalho prévio no avião. “Começamos a preparação da aeronave na véspera. Pegamos os medicamentos e materiais dos Bombeiros, de cerca de 11 mil quilos, e acondicionamos da melhor forma para cumprir a missão e levar o nosso apoio ao Haiti”, observou.

KC-390 Millennium

O KC-390 realiza sua segunda missão de assistência humanitária internacional. Em meados de agosto de 2020, a aeronave transportou 6 toneladas de material para o Líbano, em função de uma grande explosão no Porto de Beirute.

Clique aqui e assista como foi o evento.

Fotos: Suboficial Nery / CECOMSAER

Vídeo: Lucas Nunes / CECOMSAER

Marcelo Barros, com informações da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui