O 1º Tenente José Vitor, da Polícia Militar de Alagoas, se destacou no VI Seminário Internacional: Ciência, Tecnologia e Inovação em Segurança Pública, ao apresentar um artigo inovador que ressalta a importância da confiança e colaboração nas instituições de segurança pública. Representando não apenas a Polícia Militar de Alagoas, mas também a Segurança Pública do Estado, o oficial trouxe novas perspectivas sobre métodos de aprendizagem e colaboração no setor.

Proposta do Modelo 8C’s para Aprendizagem Colaborativa

O artigo do Tenente José Vitor centrou-se na proposta de um modelo de ambiente de aprendizagem chamado 8C’s. Este modelo enfatiza a confiança como um elemento crucial para o fortalecimento da colaboração entre organizações de segurança pública. O objetivo é promover uma troca eficaz de conhecimento entre os stakeholders da segurança pública estadual, aprimorando assim as práticas e estratégias no campo.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Confiança Como Elemento Central

A confiança, dentro do modelo 8C’s, é vista como a chave para estabelecer e manter uma colaboração eficiente. O Tenente José Vitor argumenta que, por meio de um ambiente de aprendizagem que prioriza a confiança, é possível aprimorar a interação e o compartilhamento de conhecimentos e experiências entre diferentes organizações e indivíduos envolvidos na segurança pública.

Impacto e Relevância do Modelo Proposto

A proposta do Tenente José Vitor é de grande relevância, pois aborda uma necessidade premente de inovação e adaptação nas abordagens de segurança pública. O modelo 8C’s tem o potencial de transformar a forma como as instituições de segurança pública aprendem e colaboram, levando a uma melhoria significativa nas estratégias de prevenção e combate ao crime, bem como na gestão de crises e emergências.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).