O Serviço de Sinalização Náutica do Nordeste (SSN-3), em uma colaboração inovadora com o SENAI-RN, realizou um marco significativo na indústria marítima e de energia eólica no Brasil. No dia 19 de outubro, a boia com sistema anemométrico-meteocenográfico foi lançada ao mar. Esta tecnologia avançada é dedicada à medição do potencial eólico offshore e variáveis oceânicas, uma iniciativa pioneira na região de Areia Branca, Rio Grande do Norte.

A Missão do Navio Hidrográfico Balizador “Comandante Manhães”

O Navio Hidrográfico Balizador “Comandante Manhães” desempenhou um papel crucial no lançamento da boia. A embarcação, com sua expertise e equipamentos especializados, garantiu a execução segura e precisa da operação em águas marítimas.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Benefícios da Parceria entre SSN-3 e SENAI-RN

A parceria entre o SSN-3 e o SENAI-RN se destacou por fomentar a transferência de conhecimento técnico e fortalecer as redes de contato entre os setores naval e acadêmico. A colaboração não apenas impulsionou a pesquisa e o desenvolvimento nas ciências marinhas, mas também ofereceu suporte vital à crescente indústria de energia eólica offshore.

Impacto Regional e Avanço Científico

A instalação desta boia anemométrica-meteocenográfica representa um avanço significativo para a região Nordeste. Ela proporciona dados valiosos para a exploração do potencial eólico marítimo, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e a autossuficiência energética. Além disso, o projeto promove uma melhor compreensão do ambiente marinho, essencial para futuras iniciativas de pesquisa e exploração de recursos naturais.

Um Olhar para o Futuro

Este lançamento simboliza um passo importante na junção de esforços entre instituições militares e civis, visando o progresso tecnológico e a sustentabilidade ambiental. A parceria SSN-3 e SENAI-RN se estabelece como um modelo para futuras colaborações, abrindo caminho para novas descobertas e inovações no âmbito marítimo e energético.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).