blank
Imagem: Wikimedia

Uma novidade, que tem como base o ramo da ciência da computação que busca simular a inteligência humana em uma máquina, está sendo desenvolvida no IMPA – Centro de Pesquisa e Inovação do Instituto de Matemática Pura e Aplicada, ligado aos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovações e da Educação. O objetivo é ajudar na análise de exames médicos, como a ressonância magnética.blankblank

Pesquisadores trabalham com uma ferramenta de Inteligência Artificial, segundo eles, capaz de fazer o computador aprender uma tarefa manual, de forma automática, acelerando o processo de interpretação de exames e diminuindo para minutos o atual  tempo de entrega do laudo, que hoje dura vários dias.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O coordenador do projeto, Roberto Imbuzeiro Oliveira, explica que o estudo é uma parceria com o Grupo Dasa, de medicina diagnóstica, e conta com apoio de uma rede de instituições. Segundo o pesquisador do IMPA, Paulo Orestein, a contribuição do projeto para a medicina enriqueceu a formação de alunos do instituto e um dos seus pontos altos é a otimização do tempo de resposta.

Fundado em 1952, o IMPA é hoje uma das instituições mais respeitadas da ciência brasileira e um dos centros mais reconhecidos de pesquisa matemática no mundo. Ao longo dos seus 70 anos, o Instituto vem abrindo novas frentes, como a realização da OBMEP, a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, que desperta o interesse dos jovens pela matéria.

Agência Brasil