Em uma demonstração sem precedentes de solidariedade e cooperação, as Forças Armadas brasileiras, em parceria com a sociedade civil e sob a coordenação do Ministério da Defesa, lideram a maior campanha humanitária já registrada no país. Até o momento, foram transportadas 3,6 mil toneladas de donativos ao Rio Grande do Sul, representando cerca de 60% do total arrecadado pela campanha “Brasil Unido pelo Rio Grande do Sul”, que soma 6,2 mil toneladas de ajuda.

Mobilização Logística de Grande Escala

blank

A Operação Taquari II, coordenada pelo Comando Conjunto do Ministério da Defesa, utiliza uma logística complexa envolvendo 26 aeronaves, 38 caminhões e 5 navios. Com 746 horas de voo acumuladas, as aeronaves, juntamente com veículos terrestres e marítimos, têm sido essenciais para a entrega rápida e eficaz de água, alimentos não perecíveis, roupas, material de higiene, limpeza e medicamentos às vítimas das enchentes. Dada a queda de temperatura no Rio Grande do Sul, o transporte de cobertores e roupas de frio tem sido priorizado para atender as necessidades urgentes dos gaúchos.

Cooperação entre Militares e Voluntários

O Ministro da Defesa, José Mucio Monteiro, destacou a magnitude e a solidariedade envolvidas na operação: “O que tem ocorrido é algo extraordinário, que tem mobilizado o Brasil inteiro e unido as Forças Armadas e a sociedade civil no propósito de salvar vidas. Há um comprometimento total por parte dos militares para que a ajuda chegue às pessoas que mais necessitam”.

Contribuição de Diversos Setores da Sociedade

Além do esforço militar, a operação conta com a contribuição significativa de diversos setores da sociedade. Empresas aéreas, sob coordenação da Secretaria de Aviação Civil, e a Embraer estão auxiliando no transporte aéreo dos bens. Os Correios contribuem com depósitos e carretas, enquanto empresas de transporte marítimo, ferroviário e rodoviário, junto com muitos caminhoneiros voluntários, estão participando ativamente na logística de distribuição.

Operação Taquari II: Um Esforço Nacional

Desde o início da Operação Taquari II, em 30 de abril, 18 mil militares da Marinha, Exército e Aeronáutica estão diretamente envolvidos na força-tarefa de apoio à região. Até agora, foram resgatadas cerca de 70 mil pessoas e 10 mil animais. A operação conta com 330 embarcações (lanchas e botes), 35 aeronaves (aviões e helicópteros), 5 navios e 4.500 viaturas e equipamentos de engenharia, mostrando a escala e a dedicação envolvidas neste esforço humanitário.

A Campanha “Brasil Unido pelo Rio Grande do Sul”

Inicialmente, os donativos foram concentrados nas Bases Aéreas de Brasília, do Galeão e de Guarulhos, e depois transportados para as Bases Aéreas de Canoas e de Santa Maria. A crescente quantidade de doações exigiu a inclusão de outros meios de transporte, destacando a capacidade de coordenação e mobilização do país em momentos de crise.

Esta campanha sem precedentes demonstra a força da união entre as Forças Armadas e a sociedade civil, ressaltando a capacidade do Brasil de se mobilizar em prol de seus cidadãos em tempos de necessidade.