Os militares da Capitania Fluvial de Santarém (CFS) abordaram, no fim da tarde dessa segunda-feira (28), outro comboio que transportava toras de madeira extraídas da região. Uma equipe de Inspeção Naval da CFS desconfiou de uma embarcação que estava abarrancada na comunidade de São José, no Rio Arapiuns, em Santarém-PA, e constatou o excesso de carga.

A ação foi coordenada pelo Comando Conjunto Norte (CMN), dentro da Operação Verde Brasil 2, que visa prevenir e combater crimes ambientais na Amazônia legal e conta com a colaboração de 11 órgãos governamentais.

O comboio abordado, composto por duas balsas com toras de madeira, foi apreendido por infrigir à Lei n 9.537/1997, que dispõe sobre a segurança do tráfego aquaviário, entre elas, excesso de carga e falta de tripulantes.

O caso foi informado aos órgãos ambientais e à Polícia Federal que devem proceder a verificação quanto à regularidade da carga de madeira das embarcações e do seu transporte.

blank

Na última sexta-feira (25), as Forças Armadas haviam realizado apreensões de embarcações transportando madeiras e ocuparam uma madeireira, respectivamente, em Santarém e Itaituba, em plena noite de Natal.

Na quinta-feira passada (24), os militares apreenderam uma carga de 40 toneladas, equivalente a 2 milhões de maços de cigarros, na maior apreensão do gênero já efetuada em Sergipe e uma das maiores realizadas no Brasil.

Com informações do Comando Conjunto Norte
Fotos: Divulgação

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui