A Força Aérea Brasileira (FAB) lançou seis editais, com 159 vagas ao todo, para os Exames de Admissão ao Curso de Médicos (CAMAR), de Dentistas (CADAR) e de Farmacêuticos (CAFAR), além dos Estágios de Adaptação de Engenheiros (EAOEAR), de Capelães (EIAC) e do Quadro de Apoio (EAOAP). As inscrições estarão disponíveis no site do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), de 21 de fevereiro até as 10 horas (horário de Brasília) do dia 13 de março. A taxa de inscrição é de R$ 130,00.

Para participar dos exames de admissão de Médicos, Dentistas, Farmacêuticos e Engenheiros, os candidatos não podem ter completado 36 anos até o dia 31 de dezembro de 2023. Já para o Estágio de Adaptação de Oficiais de Apoio, os inscritos deverão possuir no mínimo 18 anos e no máximo 32 anos de idade até o dia 31 de dezembro de 2023. E, para o Estágio de Instrução e Adaptação para Capelães, é necessário que se tenha entre 30 e 40 anos de idade até 31 de dezembro de 2023.

No Curso de Adaptação de Dentistas (CADAR), são ofertadas 11 vagas para as especialidades de Estomatologia, Implantodontia, Odontogeriatria, Prótese Dentária, Periodontia e Radiologia Odontológica e Imaginologia. Já o Curso de Adaptação de Farmacêuticos (CAFAR) oferece cinco vagas para as especialidades de Farmácia Bioquímica e Farmácia Hospitalar.

Além disso, o Curso de Adaptação de Médicos (CAMAR) tem 100 vagas disponíveis e distribuídas nas especialidades de Anestesiologia, Cancerologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Endocrinologia, Geriatria, Ginecologia e Obstetrícia, Hemoterapia, Medicina Intensiva, Medicina de Família e Comunidade, Neurocirurgia, Neurologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Ortopedia, Pediatria, Pneumologia, Psiquiatria, Radiologia e Urologia.

Ainda, para o Curso de Adaptação de Oficiais de Apoio (EAOAP), há dez vagas nas especialidades de Administração, Análise de Sistemas, Pedagogia, Psicologia, Serviços Jurídicos e Serviço Social.

Já o Curso de Adaptação de Oficiais Engenheiros (EAOEAR) disponibiliza 30 vagas para as especialidades de Cartográfica, Civil, Computação, Eletrônica, Elétrica, Mecânica, Química e Telecomunicações. Por último, o edital de Capelães conta com três vagas para Sacerdote Católico Apostólico Romano.

Os processos seletivos são compostos de provas escritas, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica, teste de avaliação do condicionamento físico, prova prático-oral (somente para médicos, dentistas e farmacêuticos), procedimento de heteroidentificação complementar e validação documental.

As provas escritas estão previstas para o dia 12 de junho de 2022. Se aprovado em todas as etapas, o candidato fará o curso/estágio no CIAAR, em Lagoa Santa (MG), durante aproximadamente 17 semanas. Após a conclusão com aproveitamento, o aluno será nomeado Segundo-Tenente – no caso dos capelães –, e Primeiro-Tenente – nas demais especialidades.

Para obter mais informações, consulte o edital na página: www2.fab.mil.br/ciaar/index.php/ingresse-na-fab

Marcelo Barros, com informações da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui