Voiced by Amazon Polly

Google News

O Comando Aéreo Nordeste (II COMAR) e a Base Aérea de Recife (BARF) reativaram, no mês de junho, o Projeto Soldado Cidadão na Guarnição de Aeronáutica de Recife (GUARNAE-RF). A ação está inserida no Programa de Assistência e Cooperação das Forças Armadas à Sociedade Civil, sob a responsabilidade do Ministério da Defesa, e tem como finalidade proporcionar uma qualificação profissional aos militares temporários em situação de risco social, possibilitando melhores condições de ingresso no mercado de trabalho ao término do Serviço Militar.

A GUARNAE-RF realizou, no mês de julho, a capacitação da primeira turma do Programa — na qual 23 soldados realizaram o módulo de pintura imobiliária — e se prepara para a segunda, de alvenaria não estrutural, que tem precisão para início no dia 16 de agosto.

O Comandante do II COMAR, Brigadeiro do Ar Cesar Faria Guimarães, falou sobre o novo formato da capacitação, que visa o aproveitamento dos egressos do Projeto ainda durante seu período de serviço militar. “Tivemos a aproximação com a FIEPE no intuito de resgatar essa ação, mas com uma nova roupagem. Essas especialidades não serão só ensinadas, mas também praticadas no período do serviço militar. Além de prepará-los para um trabalho dentro da Força Aérea, essa experiência será valiosa para a vida após o serviço. Aproveitem, estudem, se dediquem e coloquem em prática esses aprendizados”, disse, dirigindo-se aos soldados durante a cerimônia de abertura.

blankDe acordo com a comissão de planejamento e execução do Projeto, o objetivo é que a capacitação seja realizada o mais cedo possível na vida militar do soldado, possibilitando o desempenho das atividades durante o período militar. Dessa forma, a Força tem mais recursos para atender as demandas de serviço da Guarnição, enquanto o militar adquire experiência na área de atuação.

“Realizei o curso de pintura imobiliária e aprendi várias técnicas, coisa que não sabia antes. É sempre satisfatório aprender algo novo e, com certeza, isso vai me ajudar a ter um bom desempenho no mercado de trabalho, aprendi com os melhores profissionais”, contou o Soldado Rinaldo Júnio Soares Cavalcanti, do efetivo da Seção de Serviços Gerais da BARF.

Ensino

blankA grade curricular dos cursos e o corpo docente são de responsabilidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), que realiza aulas práticas e teóricas dentro das Organizações Militares da Força Aérea Brasileira (FAB) sediadas no Recife (PE) — o que reduz custos e indisponibilidades dos militares durante a formação. A carga horária dos cursos varia de 60 a 180 horas.

Os cursos oferecidos aos Praças são definidos de acordo com a demanda de serviços da Guarnição — as aulas da próxima turma, de alvenaria não estrutural, têm previsão para serem realizadas em agosto, para 25 integrantes do efetivo. O planejamento é que as próximas capacitações sejam para auxiliar de manutenção predial, montagem e manutenção e configuração de computadores.

Fotos: BARF e Cabo Alexandrino / II COMAR

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui