A Força Aérea Brasileira (FAB) participou, nos dias 24, 25 e 26 de novembro, da Feira Internacional de Defesa e Segurança – Conferência de Sistemas e Tecnologia Militar (CSTM). A 10ª edição do evento ocorreu no Estádio Nacional, em Brasília (DF) e teve como tema principal o setor de Defesa, com debate e exposição de produtos, soluções e tecnologias do segmento. O evento reuniu as Forças Armadas e também autoridades governamentais, diplomáticas, integrantes da Segurança Pública, pesquisadores, dentre outros. A edição da CSTM 2021 recebeu mais de 60 expositores, com expectativa de 8 mil visitantes.

i21112516214803146

A FAB contou com um estande institucional, onde foi possível conhecer mais dos Projetos Estratégicos da Instituição, como o novo caça F-39-Gripen, o cargueiro KC-390 Millennium e o Programa de Sistemas Espaciais (PESE), que foram exibidos em um monitor. Além disso, por meio de uma mesa interativa, os visitantes puderam conhecer vários programas desenvolvidos pela Força Aérea na área de defesa, como mísseis, bombas, veículos lançadores, entre outros.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Um dos visitantes da feira, Jonatas dos Santos Silva Coutinho, disse que foi uma satisfação conhecer mais dos Projetos da FAB. “Gostei de conhecer um pouco mais sobre os armamentos e as aeronaves. Os vídeos são interativos e explicativos”, disse.

CSTM 2021

i21112516215603017Durante a feira, foram realizadas demonstrações e palestras sobre questões relacionadas à Defesa e Segurança no Brasil e no mundo. Os temas foram técnicos, econômicos, políticos e jurídicos, com destaque sobre as potencialidades da Base Industrial de Defesa (BID) no País. As conferências também trataram de temas como dependência tecnológica de produtos de Defesa fabricados no exterior, políticas públicas voltadas para o setor de Defesa, complexo industrial militar e a inovação tecnológica.

i21112516265802219

O Deputado Eduardo Bolsonaro e o Brigadeiro da Reserva José Vagner Vital, atualmente Presidente do Comitê Aeroespacial do Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa (SIMDE), palestraram sobre a “Nova Era Espacial”. Na ocasião, os palestrantes abordaram sobre missões, asteroides, defesa planetária, novos modelos de negócio, emprego de grandes constelações de satélites, dentre outros assuntos. “Antigamente o uso do espaço era apenas para o bem da humanidade de maneira genérica. Agora, o uso é para defesa e para negócios. O assunto já é discutido, inclusive, na Organização das Nações Unidas (ONU), como, por exemplo, sobre a ocupação econômica da lua, o que pode causar grandes mudanças de paradigmas”, explanou o Brigadeiro Vital.

Exposições

i21112612233805905No último dia da Feira, dia 26 de novembro, foram realizadas três aulas. Pela manhã, o tema foi sobre o Centro Espacial do ITA: Capacitação, Exploração e Inovação e foi exposto pelo Professor Christopher S. Cerqueira. À tarde, a aula foi sobre Inspeção de PAPI usando Drone e sobre o papel da Inovação no Desenvolvimento e Certificação de Software de Aeronaves Militares, cujos palestrantes foram o Major Engenheiro Gabriel Dietzsch (IEAV) e o Professor Johnny Marques (ITA).

Fotos: Sargento Mônica / CECOMSAER

Marcelo Barros, com informações da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).