blank

Curitiba (PR) – O Exército Brasileiro está promovendo a interiorização da Operação Acolhida, iniciativa do governo brasileiro para atender a exigência da Organização das Nações Unidas (ONU) no apoio ao grande fluxo migratório proveniente da Venezuela, devido à crise política, econômica e social instalada naquele país. Essa ajuda humanitária prestada aos solicitantes de refúgio que chegam ao Brasil em busca de proteção e assistência é baseada em três pilares: ordenamento de fronteira, abrigamento e interiorização.

O 27º Batalhão Logístico vem desenvolvendo a interiorização da Operação Acolhida da seguinte maneira: os migrantes venezuelanos são recebidos no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais (PR), e são conduzidos até as dependências do batalhão, onde, após receberem alimentação e lanche para viagem, são acompanhados até suas famílias receptoras, residentes em diversas cidades do estado do Paraná e de Santa Catarina. A 5ª Região Militar coordena todo o processo.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A atividade de interiorização da Operação Acolhida tem sido realizada pelo 27º Batalhão Logístico desde abril de 2018 e já apoiou, diretamente, a condução de aproximadamente 5.600 venezuelanos, que foram interiorizados em diversos municípios dos estados do Paraná e Santa Catarina, conforme seleção prévia realizada por agentes da Organização das Nações Unidas. Esses imigrantes percorreram mais de 14 mil quilômetros até os seus destinos finais.

Fonte: 27º Batalhão Logístico