Manaus (AM) — Na noite do dia 24 de agosto, mais de 1.740 militares prestaram a sua homenagem ao Marechal Luiz Alves de Lima e Silva, Duque de Caxias, o Patrono do Exército Brasileiro, em solenidade que celebra o Dia do Soldado. A cerimônia aconteceu no Campo de Parada Coronel Jorge Teixeira, do Comando Militar da Amazônia (CMA).

Na data que marca o seu nascimento, 25 de agosto de 1803, reverenciamos ao Soldado símbolo da Pátria, nosso Duque Caxias. É um momento para iluminar os feitos desse chefe militar vitorioso, do guerreiro obstinado e do homem de Estado exemplar, que o Exército consagrou como Patrono da Força Terrestre.

Em seu discurso, o Comandante Militar da Amazônia, General ACHILLES FURLAN NETO, destacou que o CMA é representado por 20.400 militares, sendo 9.300 na faixa de fronteira. “Possuímos em nossos efetivos uma estirpe de cabos e soldados que inspiram minha confiança. Sua simplicidade, sua lealdade e seu mimetismo com as condições da sua terra natal são fortalezas únicas à disposição da pátria. Abençoado seja o Exército de Duque de Caxias, Soldados por excelência”.

Um momento marcante na solenidade, foi o cumprimento do Comandante do CMA as praças mais distintas destaques das organizações militares da guarnição de Manaus. No corrente ano, 13 soldados foram condecorados com a Medalha de Praça Mais Distinta. A honraria é conferida aos militares que se destacam entre seus pares no respeito aos preceitos da hierarquia e disciplina, no cumprimento dos deveres militares e em seus desempenhos na instruções militares durante o período de formação.

Ainda na formatura, foram condecorados com medalhas, 78 militares e civis que prestaram relevantes serviços ao Exército. Uma das agraciadas foi a esposa do 1º Sgt EVERTON, Aida de Macedo, que recebeu a medalha do Exército Brasileiro por ter morado em pelotão de fronteira no município do Oiapoque, no Amapá, de 2007 a 2009. “Recebi a medalha por ter morado em Fronteira. Todas as colegas deveriam receber. Fiquei muito emocionada”, disse.

O comandante de Policiamento Metropolitano (CPM), Coronel ENCARNACAÇÃO, afirmou que ganhar a medalha do Exército Brasileiro é um reconhecimento de seu trabalho. “Nos fazemos um juramento de defender a Pátria, a sociedade, mesmo com o risco da própria vida. Então, é de suma importância esse reconhecimento, tanto para nossa família, para nossa profissão e pessoalmente”.

Histórico
O Dia do Soldado foi instituído com a intenção de homenagear os militares do Exército Brasileiro que defendem a Pátria com o sacrifício da própria vida, além de cultuarem, seguindo o exemplo do Duque de Caxias, valores como lealdade, honestidade, solidariedade e amor à Pátria.

O Dia do Soldado é comemorado desde 25 de agosto de 1923 data dos 120 anos do nascimento de Luís Alves de Lima e Silva. Nesta data, o ministro da Guerra, Setembrino de Carvalho, por meio do aviso nº 366 instituiu o 25 de agosto como data a ser comemorada o Dia do Soldado.

Neste mesmo dia também foi publicado o aviso de nº 443 no qual determinava que daquele dia em diante sempre, nesta data, ocorreria formatura de tropas do Exército Brasileiro.

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui