Entre os dias 20 e 24 de novembro, o Comando de Fronteira Rondônia/6º Batalhão de Infantaria de Selva, conhecido como “Batalhão Forte Príncipe da Beira”, desempenhou um papel crucial na Operação Curaretinga IV – 2023, realizada em Guajará-Mirim, Rondônia. Esta operação interagências teve como principal objetivo o combate a crimes transfronteiriços e ambientais, uma missão vital na preservação da segurança e integridade territorial do Brasil.

Atividades de Patrulhamento e Controle

Snapinsta.app 404966358 1024116452178879 2416133608654799242 n 1080

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Durante a operação, foram estabelecidos Postos de Bloqueio e Controle de Estradas (PBCE) e Posto de Bloqueio e Controle Fluvial (PBCFlu), além de patrulhamentos fluviais. Essas ações são essenciais para monitorar e controlar o movimento nas áreas de fronteira, prevenindo atividades ilegais e garantindo a segurança na região.

Colaboração com a Polícia Rodoviária Federal

Snapinsta.app 404588721 705976734928468 1694728810204520950 n 1080

A operação contou com o apoio significativo da Polícia Rodoviária Federal, demonstrando a importância da colaboração entre diferentes forças de segurança para o sucesso de missões complexas e desafiadoras como a Operação Curaretinga IV.

Presença Estratégica na Fronteira com a Bolívia

A presença do Exército Brasileiro na faixa de fronteira entre Brasil e Bolívia é um componente chave para a manutenção da ordem e proteção ambiental na região. A Operação Curaretinga IV reforça o compromisso do Exército em garantir a segurança nacional e combater eficazmente os crimes transfronteiriços e ambientais.

Compromisso com a Segurança e a Amazônia

Snapinsta.app 404889449 176977042103461 2302495842915276118 n 1080

A Operação Curaretinga IV é um testemunho da dedicação e competência do Exército Brasileiro e de suas forças aliadas na proteção das fronteiras nacionais e na luta contra crimes que ameaçam a integridade territorial e ambiental do país. A operação reafirma o lema “Tudo pela Amazônia!” e o compromisso com a missão de ser “Os Melhores da Fronteira”.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).