Nos dias 09 e 10 de abril, a Escola Superior de Defesa (ESD) do Brasil abriu suas portas para delegações do National War College e do Army War College dos Estados Unidos. A visita teve como objetivo principal apresentar os cursos ofertados pela ESD, bem como sua infraestrutura, aprofundando o intercâmbio acadêmico e fortalecendo laços internacionais entre as instituições de defesa.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Detalhes das Visitas

Cada grupo, totalizando cerca de 25 pessoas entre alunos militares, civis e instrutores, participou de uma agenda cuidadosamente planejada. O evento incluiu uma palestra institucional sobre a ESD, ministrada pelo General de Brigada R/1 Marcelo Gurgel do Amaral Silva, Chefe da Divisão de Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação (DEPPG). Após a palestra, os visitantes foram conduzidos em uma visita guiada pelas instalações da Escola, permitindo-lhes uma visão detalhada da capacidade acadêmica e logística da ESD.

Objetivos e Expectativas

O propósito dessas visitas foi não apenas familiarizar os participantes americanos com os programas educacionais da ESD, mas também explorar potenciais áreas para cooperação futura e intercâmbio de conhecimentos. As sessões buscaram promover um entendimento mútuo e ressaltar o papel da ESD na formação de lideranças capazes de atuar em cenários de defesa complexos e multifacetados.

Impacto e Relevância

Esses encontros são fundamentais para o desenvolvimento de uma compreensão compartilhada dos desafios globais de segurança e defesa, bem como para o estabelecimento de redes profissionais entre futuros líderes militares e civis de ambos os países. A troca de experiências e a colaboração em educação de defesa entre o Brasil e os Estados Unidos podem servir como uma base para estratégias mais coesas e integradas em um contexto global.

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).