A Equipe de Salto Livre da Força Aérea Brasileira (FAB), conhecido como Falcões, bateu recorde e conquistou medalhas na Copa Sargento Ewerton de Paraquedismo Clássico, que ocorreu de 31 de maio a 2 de junho, na cidade de Resende (RJ). Dezoito atletas, que integram a Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), competiram em duas modalidades: Precisão de Aterragem e Estilo.  Na modalidade Estilo, o Tenente Rodrigo Gonçalves estabeleceu o novo Recorde Brasileiro e Latino-americano ao atingir a marca de 6.99 segundos. Até este momento, o registro era de 7.23 segundos, realizado em 2013, pelo Sargento Ricardo Pereira do Exército Brasileiro.

Nessa prova, o atleta salta da aeronave a sete mil pés, aproximadamente dois mil metros de altura, realizando os movimentos chamados de meia série – duas curvas de 360 graus e um loop – no menor tempo de execução. Além do recorde conquistado pelo Tenente Gonçalves, o Sargento Antonio Augusto Santos, também conquistou a 3ª colocação.

Já na prova de Precisão de Aterragem, a FAB conquistou a 2ª colocação por equipe e a 5ª posição na classificação geral individual. Nesta prova, os atletas saltam da aeronave a uma altura de 3.300 pés, cerca de mil metros. As equipes comandam os paraquedas e realizam uma navegação técnica até o alvo, que possui um raio de 16 centímetros e um ponto central de dois centímetros, chamado de “Mosca”.

“Eu fico muito honrado de colocar não apenas o meu nome, mas de toda a Equipe Falcões, neste recorde da modalidade Estilo. Este é o resultado do intenso treinamento que estamos praticando e fortalece o espírito competitivo do time, além de servir de motivação para os atletas mais novos. Estamos no caminho certo”, disse.

Campeã da Copa iFLY 

A equipe Falcões também conquistou, no dia 29 de maio, na cidade de São Paulo (SP), o título de Campeã da Copa iFLY de Paraquedismo Indoor, na modalidade 4way da categoria Inter. A prova aconteceu em um simulador, onde foi possível reproduzir a atividade de salto livre em condições muito parecidas com a realidade.

A Copa contou com 16 equipes de várias regiões do País, nas categorias Iniciante, Intermediária e Pro, dentre as quais a equipe Falcões se destacou com a vantagem de 20 pontos à frente do segundo colocado, uma marca expressiva no contexto da competição. Além disso, a equipe foi destaque por ser a primeira a realizar uma sessão com 31 pontos em 35 segundos na categoria.

O Capitão do Time, Tenente Rodrigo Gonçalves, conta que a equipe foi formada com muito esforço. “Treinamos e acreditamos na capacidade de cada atleta individualmente e levamos ao pé da letra a máxima de que “juntos somos mais fortes”. Levamos para o túnel a vontade de vencer e o respeito aos adversários que também fizeram um excelente trabalho. Assim, alcançamos o nosso objetivo e cumprimos a missão que nos foi dada”, comemorou.

Equipe Falcões

Formados por Oficiais e Graduados, a Equipe Falcões integra a Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), sediado em Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro (RJ). O grupo é comporto por um Chefe, um Operações, três militares de Dobragem, Manutenção de Pára-quedas e Suprimento pelo Ar (DOMPSA) e 15 atletas, sendo 11 do sexo masculino e quatro do sexo feminino. Todos os atletas participam de provas de Formação em Queda Livre (4 Way), Precisão e Estilo. A equipe também participa de demonstrações e competições militares e civis.

Foto: CDA

Fonte: CDA, por Suboficial Xavier
Marcelo Barros, com informações e imagens da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui