Google News

A sede da recém-criada estatal Energia Nuclear Binacional (ENBpar) ficará no Rio de Janeiro. O martelo foi batido pelo ministro das Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, segundo informa a coluna de Lauro Jardim. A conquista para o estado foi fruto de mobilização de vários setores fluminenses, encabeçada pelo ex-secretário de Estado de Energia, Indústria Naval e do Petróleo e ex-conselheiro do CNPE Wagner Victer.

O Decreto 10.791, de 10 de setembro, criou a empresa, que funcionará como uma holding que gerenciará atividades que não poderão ser concedidas à iniciativa privada, especialmente a Eletronuclear e o Consórcio de Itaipu.

“Buscar alterar esse decreto, em um foco firme, dentro uma coalizão política de todas as forças do Rio de Janeiro, para colocação dessa atividade no estado, é fundamental. Especificamente no segmento nuclear, temos as principais atividades aqui localizadas, como as duas usinas nucleares (Angra I e II) em operação e a terceira em construção, a fábrica de enriquecimento de combustível nuclear da INB, em Resende, além de unidade fabris diretamente focadas a indústria nuclear, como a Nuclep, e até a fábrica de submarinos em Itaguaí”, defendeu Victer.

Fonte: Monitor Mercantil