Google News

O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP), realizou, na última segunda-feira (5), a assinatura do Memorando de Entendimento com a Fundação Parque Tecnológico de Itaipu-Brasil (PTI-BR), cujo objetivo é aproximar as instituições, a fim de identificar oportunidades para o desenvolvimento de ações de interesse comum.

O Ato foi presidido pelo Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara, e contou com a presença do Diretor Superintendente do Parque de Itaipu, General de Divisão Eduardo Castanheira Garrido Alves; do Reitor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Professor Doutor Anderson Ribeiro Correia; demais Oficiais-Generais do DCTA e membros do PTI-BR.

blankA expectativa, a partir da assinatura do MOU (Memorandum of Understanding), é de que as Instituições possam promover e desenvolver projetos em conjunto, integrando e transformando conhecimentos em soluções e tecnologias que possam gerar impacto, beneficiar e contribuir com o progresso da sociedade, por meio de transferência tecnológica ou pela geração de novos negócios.

blank“Hoje estamos aqui materializando a parceria entre o DCTA e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu, por intermédio de um memorando de entendimentos. Temos vários pontos onde podemos atuar com sinergia. Temos o foco em ciência, tecnologia, negócios e ovações que serão transformadas em produtos desenvolvidos por empresas”, ressaltou o Diretor Superintendente do PTI-BR, General Garrido.

Nas palavras do Reitor do ITA, Prof. Dr. Anderson, a parceria do Parque de Itaipu com o DCTA pode ajudar a explorar e identificar as possibilidades de negócios existentes. “São inúmeras as tecnologias desenvolvidas pelos Institutos do DCTA que têm potencial para gerar negócios no futuro. A Força Aérea Brasileira será beneficiada, uma vez que será usuária dessas tecnologias para a defesa do poder aeroespacial”, afirma.

Visita Institucionalblank

Antes da assinatura do MOU, a comitiva do Parque de Itaipu pôde visitar as dependências do Memorial Aeroespacial Brasileiro (MAB), e conhecer um pouco da história do DCTA, presente no acervo de aeronaves, foguetes e produtos desenvolvidos para a indústria brasileira, ao longo de cerca de 70 anos de história.

A Comitiva também foi apresentada ao Centro de Competência em Manufatura (CCM), laboratório do ITA especializado em todas as etapas do Ciclo de Vida de Produto, com pesquisas voltadas ao desenvolvimento da indústria e ao Centro Espacial do ITA (CEI), responsável pela capacitação de recursos humanos e pela pesquisa e desenvolvimento do setor espacial. Nesses laboratórios, os visitantes puderam ver o trabalho realizado na área de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica.

Fotos: Sargento Roberto / DCTA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui