blank

Rio de Janeiro e Niterói (RJ) – Em 10 de junho, ocorreram as comemorações referentes ao Dia da Arma da Artilharia nas Guarnições do Rio de Janeiro, no 11º Grupo de Artilharia de Campanha (11º GAC), e em Niterói, na Fortaleza de Santa Cruz da Barra, sede histórica da Artilharia Divisionária da 1ª Divisão de Exército (AD/1).

Pela manhã, no 11º GAC, houve uma Formatura Solene, presidida pelo Comandante Militar do Leste, General de Exército André Luis Novaes Miranda, e que contou também com a presença do Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), General de Exército Flavio Marcus Lancia Barbosa, além de outras autoridades militares.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Em forma, estavam representações de todas as Unidades de Artilharia de Campanha e de Antiaérea do Comando Militar do Leste (CML) e do DECEx, além do Batalhão de Artilharia do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil.

Cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras guardaram o busto e a espada invencível do Marechal Mallet, Patrono da Artilharia Brasileira.

Houve, ainda, homenagem aos integrantes da Força Expedicionária Brasileira (FEB), quando simbolicamente uma foto do Marechal Cordeiro de Farias e o Tenente Amaro, veterano da FEB, embarcados em veículos antigos, passaram à tropa em revista.

Abrindo o desfile da tropa, militares de Artilharia de todos os tempos reverenciaram o seu Patrono. Na sequência, houve uma demonstração do sistema Gênesis feita pelo 31º Grupo de Artilharia de Campanha Escola e uma exposição dos diversos materiais de Artilharia.

O evento finalizou com a tradicional confraternização, onde se repetiu o brinde do copo d’água do Marechal Mallet.

À noite, as comemorações finalizaram na Fortaleza de Santa Cruz da Barra, em Niterói, com um jantar com a presença de diversas autoridades civis e militares, com destaque para a presença de três gerações de descendentes diretos do Marechal Mallet. Um dos pontos altos da noite foi quando o trineto de Mallet, Emilio Antonio Mallet, iniciou o ritual do brinde do copo d’água, rememorando o que fazia seu trisavô no século XIX.

No evento, que não contou com a apresentação sinfônica devido ao mau tempo, houve a apresentação de vídeos da história da Artilharia produzidos pela AD/1 e o descerramento de uma placa que materializa a Fortaleza de Santa Cruz da Barra como o sítio militar ininterruptamente ocupado mais antigo das Américas, já que uma guarnição militar ocupa aquela área desde 1567.

Fonte: Artilharia Divisionária da 1ª Divisão de Exército