São José dos Campos (SP) – O Centro Tecnológico do Exército (CTEx), por intermédio da Seção de Armamento e Munição (SAM), realizou, entre os dias 01 e 11 de agosto, testes de compatibilidade eletromagnética no Reparo de Metralhadora Automatizado X versão 4 (REMAX 4). Tal evento ocorreu nas instalações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos e contou com a participação das equipes de projeto do CTEx e da empresa ARES Aeroespacial e Defesa S.A.

O evento em questão abrangeu testes de EMI (Electromagnetic Interference) e EMC (Electromagnetic Compatibility), segundo a MIL-STD 461. Os testes de EMI avaliam a interferência causada por uma perturbação eletromagnética que afeta o desempenho de um dispositivo, já os testes de EMC avaliam a capacidade de um dispositivo de operar conforme pretendido em seu ambiente operacional compartilhado e, em simultâneo, não afetar a capacidade de outros equipamentos no mesmo ambiente operarem conforme pretendido.

O resultado dos testes foram satisfatórios, de forma que o REMAX 4 atendeu a todos os requisitos de compatibilidade eletromagnética estabelecidos. Os testes em questão fazem parte do Instrumento de Parceria celebrado entre a ARES e o CTEx, visando a P&D de uma nova versão do REMAX que contorne a obsolescência dos componentes eletrônicos e, ao mesmo tempo se adéque às sugestões da tropa apresentadas ao longo dos anos de uso.

Fonte: Centro Tecnológico do Exército

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui