blank

Google News

O Segundo Comando Aéreo Regional (II COMAR) inaugurou na última quinta-feira (07/04) seu novo Centro de Memória. Em cerimônia realizada no Recife (PE), os Comandantes substituído, Major-Brigadeiro do Ar Cesar Faria Guimarães, e substituto, Major-Brigadeiro do Ar João Campos Ferreira Filho, descerraram a placa de inauguração e cortaram a fita, recebendo os primeiros visitantes das instalações. O evento teve a presença de Comandantes, Chefes, Diretores e Prefeito da Guarnição de Aeronáutica de Recife (GUARNAE-RF) e do efetivo do Comando.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

Estavam presentes, ainda, o Secretário Executivo de Cultura do Recife, Gilberto Sobral, e alunos e representantes do Colégio Militar do Recife e de quatro escolas da Região Metropolitana que homenageiam personalidades da aeronáutica brasileira: Colégios Santos-Dumont, Brigadeiro Eduardo Gomes, Augusto Severo e Bartolomeu de Gusmão.

blankO Chefe do Centro de Memória, Capitão Especialista Aristóteles Alves Moraes, falou sobre a importância do local. “Com o intuito de incentivar as novas gerações a conhecer a cultura aeronáutica, o antigo Museu de Aeronáutica do II COMAR passou por uma remodelação de suas instalações e foi realizado um estudo museológico pelo Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER). A partir de hoje, temos um espaço cultural que permite preservar e divulgar a memória do II COMAR para o enriquecimento cultural dos nossos militares, alunos das escolas públicas e particulares, além de outros visitantes”, destacou.

Em seu acervo, o Centro de Memória possui equipamentos bélicos e de voo, como bombas, mísseis, espoletas e macacão de voo anti-G, além de utensílios e objetos pessoais do Patrono da Força Aérea Brasileira (FAB), Marechal do Ar Eduardo Gomes, primeiro Comandante do II COMAR. Entre as aeronaves estão o HS-125, o AT-26 Xavante e o TF-33. No local, a exposição montada dá destaque aos pioneiros da aviação nacional, que dão início à linha do tempo do desenvolvimento da FAB nos últimos 80 anos.

blank

“Agradeço a presença de todos e os convido a conhecer essa primeira etapa do nosso Centro de Memória, feita com muito carinho e empenho pela equipe chefiada pelo Capitão Aristóteles. Essa nova apresentação, reestruturada, guarda a ideia do Museu de Aeronáutica do II COMAR. Após esses anos fechado, voltamos a ter acesso ao seu acervo de uma maneira modernizada e com o apoio técnico do INCAER. Fiz questão da presença de alunos dos colégios para que eles tivessem a chance de conhecer essas personalidades que dão nome às escolas e que foram importantes para a FAB e para Pernambuco”, discursou o Major-Brigadeiro Cesar.

blankCultura

Antes da inauguração, o efetivo do II COMAR e convidados acompanharam uma apresentação da Orquestra Criança Cidadã, projeto social gerido pela Associação Beneficente Criança Cidadã (ABCC). Sob a regência do maestro José Renato Accioly, os músicos apresentaram um repertório diverso, desde a música erudita (como Mourão, composição de Clóvis Pereira e César Guerra-Peixe) até clássicos populares (como My Way, de Frank Sinatra, e Por Una Cabeza, de Carlos Gardel), terminando com o tradicional frevo pernambucano.

blank“Agradeço a oportunidade de nos encontrarmos após um longo período de aproximação. Estamos verdadeiramente contentes de estar aqui e aproveito para dizer que a Orquestra Criança Cidadã está sempre disponível para estar junto daqueles que têm a sensibilidade para apreciá-la”, disse o Maestro José Renato.

Idealizado pelo juiz de Direito João José Rocha Targino, o programa, em funcionamento desde 2006, visa ao resgate social de crianças carentes através da música. Atualmente, a Orquestra atende gratuitamente a 400 jovens (250 na comunidade do Coque, 120 em Ipojuca e 30 em Igarassu), entre seis e 21 anos. Os alunos recebem aulas de instrumentos de cordas, sopros, percussão, teoria e percepção musical, flauta doce e canto coral. Sua sede está localizada nas instalações do 7º Depósito de Suprimento, Organização Militar do Exército Brasileiro na capital pernambucana.

Fotos: Cabo Alexandrino/II COMAR e Soldado Samuel/SERIPA II