Palácio Itamaraty

A situação em Israel e na Faixa de Gaza tem sido motivo de preocupação para muitos, especialmente para as famílias brasileiras que residem nessas regiões. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, estima-se que haja cerca de 14 mil brasileiros em Israel e 6 mil na Palestina. Felizmente, a grande maioria desses brasileiros reside fora das áreas diretamente afetadas pelos recentes ataques.

Comunicação e Monitoramento

A Embaixada do Brasil em Tel Aviv e o Escritório de Representação em Ramalá têm trabalhado incansavelmente para manter contato e monitorar a situação dos brasileiros em ambas as regiões. Em Ramalá, o foco tem sido nos aproximadamente trinta nacionais que vivem na Faixa de Gaza. Já em Tel Aviv, a Embaixada está em contato com cerca de sessenta brasileiros que residem em Ascalão e outras localidades na zona de conflito. Até o momento, não há registros de brasileiros que tenham sido vítimas ou diretamente afetados pelos ataques.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Atendimento Emergencial

Para aqueles que necessitam de assistência ou encontram-se em situação de emergência, os plantões consulares estão à disposição. Em Tel Aviv, o contato pode ser feito pelo número +972 (54) 803 5858, e em Ramalá, pelo número +972 (59) 205 5510. Ambos os números possuem suporte via Whatsapp. Além disso, o plantão consular geral do Itamaraty também está disponível pelo telefone +55 (61) 98260-0610.

A segurança e o bem-estar dos brasileiros no exterior são de extrema importância para o Ministério das Relações Exteriores. As autoridades brasileiras continuam monitorando a situação e estão prontas para prestar todo o apoio necessário àqueles que precisam.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).