A Base Aérea de Fortaleza (BAFZ) iniciou, na terça-feira (07/06) as atividades do Projeto João do Pulo (PJP), em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Fortaleza (APAE-FZ). Os integrantes da BAFZ realizaram a cerimônia de abertura do PJP com o canto do Hino Nacional, a entrega dos fardamentos e as boas-vindas aos alunos, pais, voluntários, colaboradores e professores da APAE.

“É uma honra para todos os militares da BAFZ fazer parte de um Projeto no qual podemos fazer a diferença positivamente na vida dos beneficiados, na sua inclusão social e no desenvolvimento das suas habilidades motoras. Hoje, foram disponibilizados aos alunos uniformes, material esportivo, alimentação de qualidade e, principalmente, a oportunidade de participar de modalidades de esportes adaptados, bem como atividades lúdicas e recreativas”, ressaltou o Coordenador do Núcleo PJP /PROFESP (Programa Forças no Esporte) da Guarnição de Aeronáutica de Fortaleza, Capitão José Marcos de Oliveira.

O Núcleo do PJP da BAFZ tem como objetivo o atendimento de pessoas com deficiência intelectual e múltipla, priorizando as crianças, adolescentes e jovens, a partir dos dez anos de idade, preferencialmente em situação de vulnerabilidade social. A Coordenadora da APAE-FZ, Talita Fernandes, comentou sobre a parceria com a Força Aérea Brasileira: “É um momento muito importante, em que a Base Aérea abre as portas para as pessoas com deficiências, sejam elas com síndrome de Down ou autistas, promovendo a integração, inclusão e a socialização dos alunos com deficiência em uma Organização Militar”, disse.

Na ocasião, 26 alunos beneficiados iniciaram as atividades na BAFZ, onde serão realizadas práticas esportivas, educacionais, apoio alimentar e momentos cívicos, visando o fortalecimento da cidadania, da inclusão e integração social. “Será um momento de muito enriquecimento para eles, não apenas para a prática física, mas também para o lado cognitivo e emocional. Todas as terças e quintas realizaremos atividades ligadas à noção corporal, incorporando a coordenação motora, o equilíbrio, fazendo circuitos psicomotores, práticas de esportes visando o desporto, além da inclusão nas atividades com as crianças do PROFESP”, disse a Professora da APAE-FZ, Michelle Medeiros.

Sobre o PJP

O PJP iniciou em 2015 pela Portaria Normativa Nº 956/MD que instituiu um projeto para militares com deficiência, visando a promover a valorização pessoal e integração social por meio do esporte, de militares que adquiriram qualquer tipo de deficiência no transcurso de suas vidas castrenses. O nome de João do Pulo é em homenagem ao extraordinário desportista militar João Carlos de Oliveira, que teve sua perna direita amputada em decorrência de um grave acidente automobilístico. Nessa nova modelagem, o PJP passa a contar com o apoio dos Ministérios da Cidadania, Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e do Ministério da Educação, e principalmente, com uma rede colaborativa de parceiros.

Fotos: Soldado Sad Busson / BAFZ

Marcelo Barros, com informações e imagens da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui