Em uma cerimônia marcada pela tradição e o respeito às instituições que zelam pela segurança e o bem-estar da população, o General de Exército André Luis Novaes Miranda, atual Comandante de Operações Terrestres (Cmt Op Ter), foi agraciado com a “Medalha Maurílio de Hollanda”, uma distinção de elevado prestígio no cenário nacional de defesa e segurança. Este evento, ocorrido na Academia do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, no dia 9 de abril, não apenas reforça os laços entre as Forças Armadas e as corporações de segurança pública, mas também celebra a excelência e a dedicação destas instituições ao serviço do país.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A Medalha Maurílio de Hollanda

Esta condecoração, nomeada em homenagem a uma figura emblemática na história do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, celebra o Cinquentenário da Investigação de Incêndio, uma área crucial para a segurança pública e o desenvolvimento de técnicas de prevenção e combate a incêndios. A escolha do Gen. Novaes para receber tal honraria reflete não apenas seu comprometimento com os valores de coragem, dedicação e profissionalismo, mas também seu papel ativo na promoção da integração entre as Forças Armadas e as demais instituições de segurança e defesa civil.

A cerimônia de condecoração

Presidida pela Coronel Mônica de Mesquita Miranda, Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, a cerimônia foi um momento significativo de reconhecimento das contribuições do Cmt Op Ter ao fortalecimento da segurança pública e à promoção de práticas inovadoras no âmbito das operações terrestres. A entrega da medalha, mais do que um gesto de honraria, simboliza o reconhecimento da importância da colaboração e do diálogo contínuo entre diferentes forças de segurança no país.

A importância da tríplice hélice na segurança e defesa nacional

Este evento destaca a relevância da interação entre as Forças Armadas, a indústria nacional e a academia, conhecida como tríplice hélice, no desenvolvimento de uma Base Industrial de Defesa robusta e inovadora. Através desta cooperação, é possível gerar avanços significativos para o Brasil, não apenas em termos de segurança e defesa, mas também no que se refere ao desenvolvimento tecnológico e econômico. A condecoração do Gen. Novaes ressalta a importância de tais parcerias para a construção de uma nação mais segura e preparada para os desafios do futuro.

Este evento, portanto, não apenas celebra um momento de reconhecimento individual, mas também reforça a importância da colaboração entre diferentes setores para o avanço da segurança pública e defesa nacional. A distinção conferida ao Comandante de Operações Terrestres sublinha o valor da liderança, da inovação e da dedicação incessante ao serviço do Brasil.

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).