Em 12 de junho de 1931, os tenentes Nelson Freire Lavenère-Wanderley e Casimiro Montenegro Filho realizaram o primeiro voo do Correio Aéreo Nacional (CAN), uma missão histórica para a Aviação de Transporte brasileira. A bordo de um Curtiss Fledgling K-263, os militares decolaram do Rio de Janeiro/RJ, transportando um malote de cartas até São Paulo/SP. Este voo marcou a concretização do sonho de um grupo de pilotos liderados pelo Major Eduardo Gomes, que desejavam integrar e conectar o vasto território brasileiro.

Força Aérea Brasileira (FAB) e suas Aeronaves de Transporte

blank

A Força Aérea Brasileira (FAB) utiliza aeronaves de transporte para apoiar uma ampla gama de atividades operacionais, logísticas e administrativas. Essas aeronaves são fundamentais para garantir o fluxo contínuo de suprimentos, equipamentos e pessoal, tanto no Brasil quanto no exterior.

Missões e Operações da Aviação de Transporte

As aeronaves da FAB desempenham papéis cruciais em diversas missões, tais como:

  • Assalto Aeroterrestre
  • Busca e Salvamento
  • Evacuação Aeromédica
  • Reabastecimento em Voo
  • Combate a Incêndios
  • Ajuda Humanitária

Um exemplo notável é a Operação Taquari II, na qual a FAB transportou aproximadamente 2.500 toneladas de donativos e materiais, além de 7.374 pessoas e 243 animais via modal aéreo, em apoio ao estado do Rio Grande do Sul.

Contribuições e Impactos da Aviação de Transporte

As contribuições da aviação de transporte são vastas e impactantes. Essas missões são essenciais não apenas para operações militares, mas também para o apoio em situações de emergência e desastres naturais, demonstrando a capacidade e a importância da FAB em estar sempre presente onde o Brasil precisa.

LANÇAR, SUPRIR, RESGATAR!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui