Google News

A Taurus, considerada uma das maiores fabricantes de armas do mundo, completa 82 anos neste mês de novembro e em comemoração realizou nesta quarta-feira, 17, uma confraternização interna com os seus colaboradores.

O evento aconteceu na sede da empresa em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, seguindo os protocolos de prevenção a COVID-19, com um almoço especial, barracas de sorvete e pipoca, música ao vivo e espaço para fotos.

blank

“É com muita alegria que celebramos esta data especial. São 82 anos de comprometimento com a excelência e inovação. Investimos no desenvolvimento de pessoas e em tecnologia de produtos e processos. Já produzimos mais de 24 milhões de armas levando tecnologia, qualidade e segurança para mais de 100 países. A Taurus é uma gigante brasileira que gera empregos para mais de 3.700 colaboradores, riquezas e divisas para o Brasil. Excelência, força e vigor são as características desta sólida empresa”, afirma o CEO Global da Taurus, Salesio Nuhs.

blank

A história da Taurus começou em 1939, as vésperas da Segunda Guerra Mundial. O cenário nacional na época se mostrava propício ao empreendedorismo, graças ao direcionamento do governo de Getúlio Vargas, que procurava investir forte no desenvolvimento industrial brasileiro.

Apostando em sua força de trabalho, o Rio Grande do Sul vivia época auspiciosa e buscava aumentar a sua inserção na economia nacional, consolidando sua condição de grande fornecedor do mercado interno, o que se confirmou nos anos de guerra. Ao longo de sua trajetória de sucesso, a Taurus sempre priorizou investimentos nas potencialidades da região.

Com o apoio do presidente do Brasil, Getúlio Vargas, um grupo de empresários do Rio Grande do Sul estabeleceu uma pequena fabricação de ferramentas e logo começou a projetar sua própria arma. Assim nasceu a Taurus.

Em 1942, os primeiros revólveres da companhia entraram em plena produção. O trabalho duro valeu a pena e a empresa avançou. Em 1950, uma nova fábrica foi construída para atender à crescente demanda e, nas duas décadas seguintes, a expansão da produção e a diversificação de produtos exigiram que a Taurus construísse uma terceira fábrica para satisfazer o grande volume de vendas. Esse investimento em infraestrutura acabou abrindo as portas para que a Taurus começasse a sua expansão internacional e se tornasse uma multinacional com fábricas no Brasil e nos Estados Unidos.

Em 1981, a empresa inaugurou a Taurus International Manufacturing em Miami, que representou um marco importante e consolidou a posição da empresa nas principais linhas de produtos, entre elas revólveres, pistolas, armas táticas e armas esportivas, evoluindo para vendas em mais de 100 países, nos 5 continentes. Logo a Taurus receberia reconhecimento internacional, se tornando um dos principais fabricantes de armas do mundo.

A Taurus continuou avançando com ousadia. Em 2019, a companhia transferiu a produção da fábrica de Miami para um novo centro de fabricação em Bainbridge, no estado da Geórgia, o que possibilitou dobrar a capacidade produtiva nos Estados Unidos de 400 mil para até 800 mil armas por ano. A mudança também proporcionou redução de custos e melhorias operacionais, comerciais, fiscais e logísticas, com a concessão de incentivos estaduais da Geórgia, e consequentemente, aumento da rentabilidade da operação.

Outro passo importante na estratégia global da Taurus foi a assinatura em 2020 de uma joint venture com o conglomerado indiano Jindal Group, atendendo o programa do governo indiano “Make in India”, que visa atrair fabricantes de alta tecnologia a instalar fábricas no país, como forma de impulsionar a industrialização de alta performance em todas as áreas, inclusive no mercado de armas. O projeto contempla a fabricação de armamentos na Índia e a transferência de tecnologia brasileira, e dará à Taurus posição privilegiada nesse importante mercado de armas e na região da Ásia, assim como colocará a empresa em uma posição ainda maior de destaque no mercado mundial.

No Brasil, mirando os próximos anos, a companhia promoveu a maior reestruturação de sua história, redesenhando toda sua gestão e tendo como alvo a constante melhora na qualidade dos seus produtos e no apoio e satisfação dos clientes. Em 2015, a Taurus concentrou toda a operação em uma única fábrica, no município gaúcho de São Leopoldo, onde emprega atualmente mais de 3.700 pessoas e movimenta uma cadeia de fornecedores que geram milhares de empregos indiretos.

A empresa adotou um tripé estratégico baseado no desenvolvimento de processos operacionais eficientes e robustos, sustentados por um controle de qualidade integrado e uma operação logística ágil.

Em janeiro de 2019, a antiga Forjas Taurus passou a se chamar Taurus Armas. A mudança fez parte da estratégia da empresa de focar no seu core business – a produção e venda de armas, bem como o desenvolvimento de novos produtos a fim de atender as necessidades do mercado.

Inovação tem sido a palavra chave nessa nova fase. A companhia reforçou sua área de engenharia no Brasil e unificou com a engenharia norte-americana, criando o Centro Integrado de Tecnologia e Engenharia Brasil/EUA (CITE), o que garantiu mais agilidade ao desenvolvimento de novos produtos e tecnologia, sempre com foco nos desejos dos clientes e em linha com as mais avançadas soluções tecnológicas do mundo.

A empresa vem se dedicando a outros novos projetos, pautados no compromisso com a excelência, de modo a continuar crescendo. Este ano, firmou parcerias inéditas com a Universidade de Caixas do Sul e a Universidade do Vale do Rio dos Sinos com o objetivo de fomentar a pesquisa e o desenvolvimento de todos os tipos de tecnologias voltadas a produtos e processos, passo fundamental para o avanço da Taurus na Indústria 4.0. Além de criar o Programa de Capacitação em Pesquisa e Inovação Taurus, que prevê treinamentos para todos os níveis de colaboradores e para a diretoria.

Em 2021, a Taurus também iniciou as obras de expansão do seu complexo industrial em São Leopoldo, no qual atuarão cinco grandes fornecedores, otimizando seus processos e reduzindo custos de produção e logísticos. O Projeto Estratégico Condomínio além de promover contribuições econômicas e sociais para a região, possibilitará a Taurus uma ampliação de 50% em sua capacidade produtiva, além de torná-la um hub de distribuição de componentes estratégicos para suas unidades de manufatura no Brasil, Estados Unidos e na futura unidade na Índia.

A empresa também investiu mais de R$ 18 milhões na modernização fabril, com a aquisição de equipamentos e novas tecnologias. Atualmente, a Taurus possui capacidade de produção de cerca de 9,6 mil armas por dia e está preparada para suprir plenamente novas demandas que possam surgir nos próximos anos.

A Taurus é hoje reconhecida como uma das principais fabricantes de armas do mundo. É a líder mundial na fabricação de revólveres e uma das maiores produtoras de pistolas do mundo, além de ser a quarta marca mais vendida e a mais importada no exigente mercado dos Estados Unidos. Pelo seu elevado padrão de qualidade e inovação, recebeu mais de 36 prêmios internacionais, entre eles o NASGW-POMA Caliber, uma das premiações mais importante da indústria de armas norte americana, que elegeu a pistola Taurus GX4 como “Melhor Nova Arma de 2021” e “Melhor Novo Produto Geral”.

As profundas transformações asseguraram um patamar diferenciado à empresa gaúcha, tanto no mercado nacional quanto no internacional, e com os novos e promissores projetos que estão em andamento tem tudo para atingir o objetivo de se tornar a maior fabricante de armas leves do mundo e fazer desta uma década marcante em sua história.