A Junta Interamericana de Defesa (JID) está promovendo um evento crucial em 30 de novembro, a partir das 11h (horário de Brasília), sobre Direitos Humanos e Direito Internacional Humanitário em Operações Militares. Este seminário tem como objetivo principal a promoção e o fortalecimento do respeito aos direitos humanos e ao Direito Internacional Humanitário, especialmente dentro das Forças Armadas e de Segurança do Hemisfério Ocidental.

Diálogos e Intercâmbios: Abordando Desafios Comuns

O seminário propõe criar um espaço para diálogos e intercâmbios sobre os desafios comuns enfrentados no contexto de operações militares. Ao reunir especialistas, militares e o público em geral, a JID busca estabelecer um terreno comum para a compreensão e implementação de práticas que respeitem e promovam os direitos humanos e o Direito Internacional Humanitário.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Participação e Acesso: Um Evento Inclusivo

O evento, que será realizado tanto presencial quanto virtualmente, é aberto ao público em geral, demonstrando o compromisso da JID em disseminar conhecimento e conscientização sobre essas questões vitais. Essa abordagem inclusiva é fundamental para garantir que o conhecimento e as práticas em torno dos direitos humanos e do Direito Internacional Humanitário alcancem uma audiência ampla e diversificada.

Inscrições Gratuitas e Facilitadas

As inscrições para o seminário são gratuitas e podem ser feitas através do site oficial da JID. Esta facilidade de inscrição assegura que todos os interessados, independentemente de sua localização ou recursos, tenham a oportunidade de participar e contribuir para este importante diálogo.

Uma Iniciativa Pela Paz e Respeito

Este seminário organizado pela JID representa uma importante iniciativa para fortalecer a observância dos direitos humanos e do Direito Internacional Humanitário nas operações militares. É um passo significativo para garantir que as forças de segurança do Hemisfério Ocidental estejam alinhadas com princípios éticos e legais fundamentais, promovendo a paz e o respeito mútuo.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).