A Kryptus acaba de anunciar Renato Santoro como o novo gerente de produtos da empresa. O executivo, que ficará baseado em Campinas, será responsável pelas prioridades de desenvolvimento e visão estratégica das soluções e produtos de criptografia.

A contratação de Santoro ocorre em meio ao avançado processo de internacionalização da Kryptus, que estabeleceu uma unidade na Suíça no primeiro semestre de 2020, e da democratização da criptografia como resposta a importantes movimentos do mercado. Dentre eles, a aceleração da transformação digital, a migração de muitas empresas para o home office em virtude da pandemia e a necessidade de adequação à LGPD, PIX e Open Banking.

“Com taxas mensais abaixo dos R$ 1 mil, o serviço de criptografia as a service em nuvem (CaaS) da Kryptus surge para atender às demandas das pequenas e médias empresas brasileiras, democratizando o uso da criptografia no país”, aponta Santoro. “Para além desse movimento, recentemente, o Governo Federal aprovou a Estratégia Nacional de Segurança Cibernética (E-Ciber), recomendando a adoção de soluções nacionais de criptografia para fortalecer as ações de governança cibernética no país”.

Com mais de uma década de experiência no desenvolvimento de produtos militares, integração de redes, consultoria e desenvolvimento de software, o executivo passou por empresas como Embraer, Logicalis e Savis.

Sobre a Kryptus

A Kryptus é uma multinacional brasileira provedora de soluções de criptografia e segurança cibernética altamente customizáveis, confiáveis e seguras para aplicações críticas, com foco na entrega de serviços de alto nível para resolução das missões de seus clientes. Fundada em Campinas (SP), em 2003, atua hoje nos setores público e privado dos mercados do Brasil, LATAM, Europa, Oriente Médio e África, sendo reconhecida pelo Ministério da Defesa do Brasil com o selo EED – Empresa Estratégica de Defesa, além de contar com selo Gartner Cool Vendor.

Fonte: Portal BIDS

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui