Foi assinado no Ministério Público do Trabalho, em Brasília, foi assinado o Acordo de Cooperação Técnica de integração entre Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude (ASBRAD). O acordo de integração visa cumprir os objetivos estabelecidos no III Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

O acordo de cooperação compreende a realização de pesquisas sobre o tema com o auxílio de inteligência policial para a produção de conhecimento e o desenvolvimento de metodologias mais eficientes no combate aos crimes que envolvem o tráfico de pessoas, fortalecendo o compromisso institucional na promoção de ações integradas com fulcro no fomento, planejamento e indução de políticas públicas

Também abrange a inclusão do tema Tráfico de Pessoas no Projeto Mapear da PRF, que faz o mapeamento dos pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais brasileiras. O objetivo do projeto é a identificação desses “pontos vulneráveis” por níveis de criticidade e representa uma oportunidade de geração de dados, a partir das rodovias, para mapear cenários propícios à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Para o Diretor-Geral da PRF, Adriano Furtado, a sinergia entre os órgãos, e entre estes e a sociedade, é o que viabiliza a maior eficiência no combate, não só aos crimes contra a pessoa, mas qualquer crime. Destacou também os muitos acordos feitos entre PRF e MPT em todo Brasil com excelentes resultados. Além de Adriano Furtado, assinaram o acordo o Procurador-Geral do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro e Dalila Figueiredo, Presidente da ASBRAD.

Fonte: Agência PRF

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).