Divulgação: NUCLEP

A Nuclebrás Equipamentos Pesados (NUCLEP) demonstrou seu papel crucial na esfera energética nacional ao participar da significativa cerimônia organizada pelo Ministério de Minas e Energia (MME). Com a presença de Carlos Henrique Silva Seixas, presidente da NUCLEP, e Nicola Mirto Neto, diretor Comercial, a empresa reforçou sua posição estratégica no setor. A cerimônia, que contou também com figuras proeminentes como o presidente da FPN, Deputado Julio Lopes, e o ex-ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, simbolizou um marco na cooperação internacional para a transição energética global.

Acordo com a AIE: Um Passo Rumo ao Futuro

Snapinsta.app 423554735 18225032482255087 4710095874917756829 n 1080

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O evento em Brasília, ocorrido nesta quarta-feira, foi palco da assinatura de um acordo de cooperação com a Agência Internacional de Energia (AIE). Este plano de trabalho conjunto, assinado pelo ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira e Fatih Birol, diretor-executivo da AIE, visa fortalecer o compartilhamento de dados, políticas públicas e tecnologia. O foco está em promover a segurança energética e acelerar a transição para fontes mais limpas e sustentáveis.

Visão de Futuro: Brasil como Exemplo Global

Durante o evento, o presidente da NUCLEP, Carlos Henrique Silva Seixas, destacou o sucesso do Brasil e sua política energética como um exemplo para o mundo. Com uma matriz energética 90% limpa, o Brasil se posiciona como um modelo de sustentabilidade. A energia nuclear, segundo Seixas, desempenha um papel vital na jornada do Brasil para uma matriz totalmente limpa e sustentável.

Liderança Brasileira Reconhecida Internacionalmente

A AIE, uma organização sediada em Paris que congrega 50 países, ressaltou o papel do Brasil como um protagonista na transição energética. O diretor-executivo da AIE, Fatih Birol, destacou o potencial do Brasil para se desenvolver industrialmente através de um processo justo e inclusivo. Nicola Neto, diretor Comercial da NUCLEP, reiterou a importância do evento ao enfatizar a liderança do Brasil no G-20 e seu potencial para liderar uma transição energética equilibrada, focada não só em energia solar e eólica, mas também em biocombustíveis.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).