Em uma cerimônia marcante na Escola Naval (EN) da Marinha do Brasil (MB), o Ministro da Defesa, José Mucio Monteiro, presidiu a entrega dos espadins aos novos “sentinelas dos mares”. O evento ocorreu na manhã deste sábado (8), no Rio de Janeiro (RJ), e oficializou a incorporação de 183 aspirantes, incluindo 13 mulheres e sete estrangeiros, pertencentes às Marinhas de Cabo Verde, Camarões, Namíbia, Panamá e Senegal.

Juramento à Bandeira e entrega dos espadins

blank

Na solenidade, acompanhada pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, o Ministro José Mucio entregou pessoalmente o espadim ao Chefe de Classe da turma, Aspirante Luiz Alberto Perdigão Braga. O espadim simboliza o compromisso e a responsabilidade dos aspirantes com a Marinha do Brasil e com a defesa nacional.

Discurso inspirador de José Mucio

Em seu discurso, o Ministro destacou a relevância da cerimônia e a importância da carreira naval. “Essa cerimônia reverte-se no forte significado da renovação, da continuidade da instituição e do compromisso em proporcionar as condições ideais para a melhor formação da futura liderança da nossa Força Naval. Essa escolha, tão dignificante de servir a sua nação, tomada por esses jovens brasileiros, já se iniciou no momento em que optaram pela carreira, uma das mais valiosas, respeitadas e desafiadoras profissões”, declarou José Mucio.

Formação de Oficiais na Escola Naval

A Escola Naval tem como missão formar Oficiais combatentes para os Corpos da Armada, de Fuzileiros Navais e de Intendentes da Marinha. Atualmente, a instituição conta com 672 aspirantes, incluindo os de países amigos como Cabo Verde, Camarões, Namíbia, Panamá e Senegal. A integração de estrangeiros destaca a cooperação internacional e o fortalecimento das relações entre as Marinhas.

Esquadrão HU-51 Conduz Treinamento Crucial em Evacuação Aeromédica

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui