blank

Google News

Determinação, coragem, bravura. Esses adjetivos simbolizam a atuação dos militares da Força Aérea Brasileira (FAB) na Itália, em 1945, durante a Segunda Guerra Mundial. No dia 22 de abril, o Primeiro Grupo de Aviação de Caça realizou o maior número de missões naquele País, totalizando 44 surtidas. Em cerimônia realizada nesta sexta-feira (22), na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, o feito foi celebrado em homenagem ao Dia da Aviação de Caça, além de marcar a incorporação das primeiras aeronaves F-39 Gripen à FAB. Os novos vetores de defesa do espaço aéreo brasileiro constituem projeto estratégico da Defesa, o F-X2, e contribuem para a manutenção da soberania do Brasil.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

2022010313.jpeg

O Ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, esteve presente à solenidade, junto ao Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, e ao do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Júnior. Na ocasião, também foi imposta a Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura, condecoração concedida a comandantes de unidades aéreas, no âmbito do Comando da Aeronáutica, pela conduta em prol da operacionalidade da respectiva organização e da FAB.

Ao término da cerimônia, veteranos do Primeiro Grupo de Aviação de Caça desfilaram em veículos militares da época da Segunda Guerra Mundial. As novas aeronaves, em formação com outras – 2 F-5 Tiger e 2 A-29 Super Tucano – sobrevoaram o céu azul, em demonstração operacional.

1231314.jpeg

161316135.jpeg

“Invoco nossos pilotos de caça a preservarem o espírito combativo herdado de nossos heróis de guerra, bem como a manterem o preparo e o desenvolvimento das novas doutrinas, técnicas e táticas necessárias para operação plena deste novo vetor”, orientou o Comandante da Aeronáutica.

Após o pouso, as aeronaves F-39 Gripen, FAB 4101 e FAB 4102, passaram por batismo operacional, momento que sela a integração delas à Aviação de Caça brasileira. Os dois aviões chegaram ao Brasil no dia 1º de abril.

135616151.jpeg

1351515.jpeg

Projeto Estratégico

O Projeto F-X2 reequipa a frota de aeronaves de caça supersônicas da FAB, em substituição aos Mirage 2000, desativados em 2013. O planejamento inclui a aquisição de 36 caças multimissão F-39 Gripen, da empresa sueca SAAB.

A montagem das aeronaves no Brasil é feita na fábrica da Embraer Defesa e Segurança, em Gavião Peixoto (SP). Já o desenvolvimento e a transferência de tecnologias ocorrem sob coordenação do Centro de Projetos de Desenvolvimento do Gripen.

Gripen.jpg

Além de prever a geração de milhares de empregos de elevada qualificação, assim como o incremento das capacidades da indústria nacional, o projeto F-X2 contribui para a elevação do Produto Interno Bruto (PIB) e para maior autonomia tecnológica no setor de Defesa.

20222010212.jpeg

Por Mariana Alvarenga
Fotos: Sgt Viegas e Sgt Figueiras da FAB