Militares mantêm missão ambiental até abril

Autorização foi dada hoje por decreto presidencial

blank
Operação de Garantia da Lei e da Ordem Verde Brasil sob a Coordenação da 17ª Brigada de Infantaria de Selva e com a participação de Órgãos Estaduais e Federais, para combate a incêndios em vegetação e repressão a delitos ambientais

Google News

Por Gilberto Costa – Repórter da Agência Brasil

Os militares do Exército, Marinha e Aeronáutica vão permanecer até 30 de abril do ano que vem nas ações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na Amazônia Legal.

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto autorizando os militares a continuarem com ações de apoio contra crimes e incidentes ambientais em faixas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental, em outras áreas federais e em outras áreas dos Estados da Amazônia Legal, conforme demanda dos governadores.

A prorrogação já havia sido comentada pelo vice-presidente Hamilton Mourão. Segundo nota da Secretaria Geral da Presidência da República. “Desde maio de 2020, militares atuam na região em ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais. As ações ocorrem de forma articulada entre o Ministério da Defesa, do Meio Ambiente, da Justiça e Segurança Pública e do Gabinete de Segurança Institucional.”

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui