Marinha, Exército e Aeronáutica permanecem de prontidão no apoio logístico da Operação Covid-19. Por água, terra e ar, os esforços levam oxigênio, transportam equipes de saúde e vacinas para os brasileiros.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Nesta quarta-feira (27), militares do Exército transportaram equipes do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) para aldeias indígenas do Parque Indígena Tumucumaque, no Pará e Amapá. Os profissionais foram destacados para vacinação de indígenas das etnias Tiriyó, Kaxuyana, Txikyana, Apalai, Waiana. Na ação, foram vacinados indígenas das aldeias Arawata e Juruti.

Transporte de vacina
Os militares do Comando Conjunto Norte realizaram a segurança do transporte de 101 vacinas contra o novo coronavírus para o município de Tome Açu, no estado do Pará na segunda-feira (25). A vacina atenderá aldeias indígenas próximas à localidade.
MD_NOTICIAS_20210128_NOT03_FOTO01.jpg
Transporte de Pacientes
As Forças Armadas, por meio da Força Aérea Brasileira (FAB), transportaram 16 pacientes de Manaus, no Amazonas, para Maceió, no Alagoas nesta terça-feira (26).

Transporte de oxigênio
No mesmo dia, Navio-Patrulha da Marinha, atracou em Barcarena, no Pará, com tanque de 54 toneladas para ser envasado com 90 mil m³ de oxigênio líquido para abastecer hospitais na cidade de Manaus (AM).

Com informações dos Comandos Conjuntos
Fotos: Divulgação

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).