blank

Google News

Consideradas como um dos ramos da Ciência, as Ciências Forenses se caracterizam por serem um conjunto de princípios e técnicas que permitem a reconstrução de evidências, a identificação de autores, a recuperação de circunstâncias e a reprodução de contextos. Através de análise do material obtido por profissionais de tais ciências, investigadores e profissionais da segurança e da justiça podem formular hipóteses amparadas por metodologias científicas de forma a solucionarem crimes, facultando uma ação da Justiça de maneira mais isenta, apurada e com credibilidade.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

Em países como a Itália e o Brasil, a utilização da Linguística Forense como ferramenta para a investigação criminal recai sobre uma série de dificuldades e desafios, entre elas a falta de instituições de ensino superior que a abordem como disciplina, promovendo uma carência de profissionais da área; e a predominância de um etnocentrismo anglófono na literatura sobre o tema, que não considera especificidades próprias de cada idioma, dificultando o trabalho dos linguistas forenses em cada país.

A Linguística Forense desponta no panorama científico italiano, mas ainda é uma disciplina jovem. O mesmo está acontecendo no Brasil, país cuja língua compartilha com o Italiano sua origem Românica. No dia 20 de abril, às 12:30h abordaremos este tema no primeiro evento realizado em cooperação entre o Instituto Nacional Italiano de Linguística Forense e a Editora Alpheratz. Não perca! Estão todos convidados para esta live no YouTube.

Link para acesso: