Crianças do PROFESP aprendem os costumes e tradições navais no Npa “Graúna”

Em uma manhã de céu claro e brisa marítima, o Navio-Patrulha “Graúna” tornou-se sala de aula para um grupo de jovens estudantes. No dia 26 de outubro, o convés do navio foi ocupado por olhares curiosos e mentes ávidas por conhecimento. Vinte e seis alunos e cinco monitores do Programa Segundo Tempo – Forças no Esporte (PROFESP) foram recebidos pela tripulação com a missão de desvendar os mistérios do mar e da defesa nacional.

O PROFESP, um programa que transcende as atividades físicas, tem como meta a formação integral dos jovens. Além do esporte, busca-se a valorização pessoal, a redução de vulnerabilidades sociais e o fortalecimento dos pilares da cidadania. É uma ponte entre a vida civil e o universo militar, onde as organizações militares se tornam um espaço de crescimento e aprendizado.

Durante a visita, os alunos não apenas conheceram a estrutura física do navio, mas também mergulharam nas tradições navais. A Marinha do Brasil, mais do que uma instituição de defesa, revelou-se como uma guardiã de valores e história. O “Graúna”, com seus equipamentos de ponta, simboliza a vigilância constante nas águas da Amazônia Azul, área que representa a soberania nacional nos vastos mares.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O evento foi mais do que uma simples excursão; foi um ato de integração social e de reafirmação do compromisso da Marinha com o futuro do país. Através dessas visitas, os jovens podem vislumbrar novos horizontes e, quem sabe, sonhar com uma carreira dedicada à segurança e à defesa da nação. Afinal, o conhecimento sobre as forças armadas e a segurança pública é essencial para a construção de uma sociedade mais informada e engajada.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).