Em um movimento estratégico que reforça os laços de cooperação entre Brasil e Índia, a JD Taurus, joint venture entre a Taurus Armas S.A. do Brasil e o Jindal Defence Systems Pvt Limited da Índia, deu início à produção de lotes piloto de armas de fogo em sua nova planta na Índia, em março de 2024. Este passo inicial marca uma fase importante no estabelecimento de um forte pilar no mercado de defesa indiano, assistido por uma equipe da Taurus do Brasil, garantindo a transferência de tecnologia e know-how de maneira eficaz.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Produção Diversificada para Mercados Estratégicos

blank

A fábrica focará na produção de armamentos tanto para o mercado civil quanto militar, adaptando-se às demandas de segurança interna e defesa do país. Com uma capacidade inicial de produção anual de até 250 mil armas, a planta se posiciona como um potencial concorrente em várias licitações importantes, incluindo a maior licitação de carabinas do mundo realizada pelo Ministério da Defesa da Índia, além de outros contratos com polícias e forças paramilitares.

Compromisso com a Qualidade e Inovação

A Taurus, reconhecida por sua competitividade, inovação e qualidade, traz ao mercado indiano a expertise que já a consagrou em várias licitações internacionais, como o fornecimento de carabinas T4 ao Exército das Filipinas em 2022. A colaboração entre Taurus e Jindal Defence, complementada pelo apoio da Nebraska Capital de Porto Alegre, reforça a base para um avanço significativo no setor de defesa indiano.

Pioneirismo e Visão de Futuro

A JD Taurus destaca-se como uma das primeiras empresas privadas a estabelecer uma fábrica de armas leves no Estado de Haryana, India, alinhando-se ao programa “Make in India” para fortalecer a indústria local. Este movimento pioneiro da Taurus, como parte da Base Industrial de Defesa do Brasil, reafirma seu papel de liderança na exportação de tecnologia de defesa, abrindo novas frentes de colaboração internacional.

Um Mercado Promissor

A Índia, com uma das maiores forças armadas do mundo e um mercado de segurança privada substancial, representa um campo fértil para a expansão da indústria de defesa. A nova planta da JD Taurus não apenas contribuirá para o fortalecimento da capacidade de defesa indiana, mas também gerará empregos e promoverá o desenvolvimento tecnológico, simbolizando uma nova era para o setor de defesa no país.

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).